100 Beatles Forever

The BeatlesThe Beatles

Meu primeiro contato mais sério com a obra dos Beatles aconteceu quando eu tinha 15 anos. Comprei uma coletânea chamada Beatles Ballads. Impressionado com a qualidade de canções como For no One, Here, There and Everywhere, The Fool on the Hill e outras (Yesterday até o mais analfabeto em Beatles conhece), resolvi ir um pouco mais a fundo. Minha próxima aquisição foi a coletânea vermelha. Ela reunia grandes sucessos dos Beatles no período de 1962 a 1966. Foi uma revelação. Após furar o vinil de tanto ouvir, comprei a azul, que ia de 1967 a 1970. Sábia divisão. Foi justamente quando a obra de John, Paul, George e Ringo passou a ficar mais densa, com o lançamento do Sgt. Peppers.

Absorvi a passagem do pop mais palatável para o psicodelismo e me tornei, então, um beatlemaníaco. Daí a fazer a coleção de todos os álbuns, não demorou muito. Todos eles, em vinil, com capinha de plástico para preservar melhor. Mal terminei a coleção, vieram os lançamentos em CD. Aí, resolvi fazer eu mesmo a minha coletânea. Juntar tudo o que eu mais gostava dos caras. Resultado? Quatro horas de música, em quatro fitas cassete, com mais de 130 canções. Cheguei à conclusão de que era mais fácil tirar o que eu não gostava. Se eu tivesse que separar 100 delas, teria problemas. E foi o que os jornalistas da veneranda New Music Express, ou NME, como ficou conhecida a revista, resolveram fazer. Tema controverso. Chamaram especialistas, músicos, jornalistas, e deu no que deu: Starwberry Fields Forever foi a número 1.

Cada fã dos Beatles tem sua lista. E a obra do povo de Liverpool é tão abrangente que mesmo quem não é fã tem a sua predileta. Marcus Piccoli, programador da Univali FM, citou The Fool on the Hill. Eu, com sofrimento, escolheria umas 5 para um empate técnico na primeira posição e não diria a #1 nem amarrado. A Day in the Life, While My Guitar Gently Weeps, Penny Lane, Tomorrow Never Knows e, Strawberry Fields Forever. E você, já parou para pensar em qual é sua beatle song número um?