A arte do Direito

Direito

Primeiramente,

prazer, sou o Filipe Rezende Murad Semião, natural de Ponte Nova-MG, onde passei toda minha infância e adolescência, quando fui morar e estudar direito na cidade de Belo Horizonte-MG. Foram 10 (dez) anos na capital mineira, estudando e trabalhando em busca da excelência jurídica.

Hoje, advogado, de volta à terrinha querida, exercendo essa nobre profissão com escritório próprio. Embora tanto enérgico seja este ofício, me defino como um entusiasta do direito, sempre atento às mudanças constantes inerentes a essa arte.

Digo arte, pois remontando a Roma antiga, já existiam os representantes judiciais por meio dos ?advocati?, que desde então, somente os advogados detinham o conhecimento para representar pessoas simples ou rudes e se dirigir às autoridades do império.

Arte também, pois desde àquela época, já era muito prestigiado o exercício da profissão, que hoje serve de parâmetro para muitos bacharéis e tantos estudiosos na véspera dos vestibulares. Embora a nobreza do ofício, pois defender um cliente e vencer a causa é muito gratificante, exige realmente a total e inteira vocação para exercê-la, e não somente o querer. É preciso ter algo a mais, sobretudo a coragem de encarar todo e qualquer desafio numa sociedade altamente globalizada e complexa hoje em dia, muitos dão por outro caminho face esse ?sacrifício? para alguns, voltando para o concurso público ou o magistério.

Nesse sentido, através deste canal interativo, brilhantemente criado pelos profissionais do Elefante Verde, vamos levar um pouco desta cultura e notícias jurídicas ao público leitor, sempre com uma linguagem simples e leve, para que o internauta possa assimilar e absorver as observações e experiências contadas na sua essência.

Como um primeiro palpite, espero ter começado bem essa caminhada jurídica virtual.

Abraços cordiais.

Ponte Nova, 21.VIII.2013.

Filipe Murad Semião.