Acupuntura e Aplicações Clínicas # 03

Olá pessoal, estou de volta!

Vamos continuar nossa conversa sobre “Acupuntura e aplicações clínicas”? Hoje vamos falar sobre as doenças que podem ser tratadas com a acupuntura.

Acupuntura Facial

Vocês sabiam que a Acupuntura pode prevenir e tratar várias doenças, seja como terapia independente ou como coadjuvante a outras modalidades terapêuticas? São inúmeras as doenças que podem ser tratadas com a acupuntura sem a utilização de medicamentos alopáticos. Estes distúrbios vão desde desequilíbrios energéticos e funcionais até distúrbios orgânicos, o que pressupõe que atua sobre o físico, o mental e o emocional.

Confiram abaixo algumas dessas doenças:

  • Estética corporal e facial: obesidade, emagrecimento, celulite, flacidez,  acne, ameniza rugas de expressão e melhora o viço da pele;
  • Dores: nas costas; nas articulações; dor ciática; dores abdominais; Lesão por Esforço Repetitivo, a conhecida LER;
  • Endocrinologia: Diabetes Mellitus, Resistência à Insulina;
  • Ginecologia e obstetrícia: infertilidade, náuseas e vômitos na gestação, hipogalactia, diabetes gestacional, distúrbios menstruais como Tensão Pré-Menstrual (TPM) e endometriose;
  • Doenças Reumatológicas como Fibromialgia e Síndrome da Dor Miofascial – SDM;
  • Doenças Cardiovasculares: arritmias, hipertensão arterial sistêmica, angina pectóris.  Indico o link da Revista Mineira de Enfermagem – REME, página 577, caso queiram ler minha publicação científica a respeito da abordagem da Medicina Chinesa no tratamento da angina.
  • Enxaquecas, distúrbios emocionais como depressão e depressão pós-parto, stress, ansiedade, irritabilidade e insônia;
  • Questões relativas à libido e ao apetite, como excesso ou falta;
  • Prisão de ventre; diarréia; incontinência urinária;
  • Afecções respiratórias: rinite, sinusite, resfriados comuns e gripes;
  • Falta de energia (indisposição);
  • Zumbido no ouvido;
  • Fortalecimento do sistema imunológico, redução na incidência do Herpes Simples e Zoster e muitas outras síndromes;
  • Há, ainda, evidências de que ameniza os efeitos colaterais da quimioterapia  e outros.

Ficamos por aqui e no próximo tópico, vamos falar sobre como é a visão da medicina chinesa sobre o aparecimento da doença e como é feito o diagnóstico.

Aguardo vocês aqui no Blog do Elefante Verde BH!

Abraços,

Patrícia Villela