Advocacia na era digital – Caminho mais longo do que deveria.

shutterstock_125411825

O Mundo atual é completamente diferente de quando eu me formei, em 2008. Na época não existiam os Apps Mobile e os Smartphones, as Startups de tecnologia eram algo desconhecido e as redes sociais embrionárias. Por outro lado, o mundo jurídico não mudou muito, pois nesses últimos 6 anos, as experiências de “processo virtual” que começavam a ser implantadas na época e prometiam dominar os tribunais, ser ecologicamente corretas pelo fato de poupar toneladas de papéis, não deslancharam. São poucas as exceções, das quais se destaca nosso Tribunal Regional Federal da região sul, o TRF da 4ª Região (RS, SC e PR).

Com a falta de avanço tecnológico dos tribunais, acabou sendo inexistente no Brasil, hoje,  a cultura de se contratar um advogado via internet. Ainda é muito forte a necessidade do contato pessoal por parte dos clientes. Entretanto, há pouco tempo atrás não se imaginava comprar roupas pela internet, afinal é “necessário experimentar o tamanho”, não se tinha a facilidade de realizar serviços bancários por telefone, porque “era inseguro”.

Contratar o advogado pela internet e promover um processo judicial sem qualquer contato com juiz, audiência ou visita ao escritório é uma realidade cada vez mais comum. As áreas jurídicas mais favorecidas são os Direitos Previdenciário, Bancário, do Consumidor, Tributário e outras áreas ou espécies de ações em que não se discute provas, mas apenas matéria de direito e interpretação legal.

O atendimento jurídico virtual também é bastante vantajoso, pois permite que o advogado preste ao cliente um serviço mais rápido, mais barato e de maior qualidade do que pessoalmente. É possível responder e-mails e mensagens de dúvidas com maior aprofundamento, já que o advogado poderá prestar maior atenção a todas as dúvidas e se aprofundar nas respostas. Como cada caso é único, sempre variando em detalhes, é possível se aprofundar em cada um deles, pois fica o registro de todos os detalhes e dúvidas no e-mail, assim as respostas ao cliente são melhores e o conhecimento do advogado sobre a questão é maior. Ele se aprofunda mais e consequentemente obtém maior êxito nos processos.

Nossos escritórios físicos são em Tramandai e Florianópolis, mas atualmente temos processos em mais de 30 cidades do RS, SC e PR, sendo que 70% dos clientes não nos conhecem pessoalmente, apenas por contato virtual. A maioria deles se sente melhor atendido do que nos escritórios das suas cidades, pois as respostas às perguntas por e-mail são mais precisas, mais rápidas do que as solicitadas por telefone, por exemplo, e mais práticas, pois são recebidas em qualquer lugar no qual o cliente possa acessar seu e-mail.

Vejo o digital como uma ferramenta que pode melhorar muito o mundo jurídico, tanto para os clientes quanto para os advogados, mas os Tribunais precisam superar a dificuldade de implantar definitivamente o processo virtual eletrônico. Assim, os advogados poderão atender clientes sem a necessidade de inúmeras audiências de conciliação, proporcionando agilidade no processo e aumentando a qualidade dos serviços jurídicos.