Ansiedade de separação em cães

cachorro-ansiedade O apego excessivo aos donos é o principal fator de desenvolvimento de ansiedade de separação em cães. Esses cães ficam desequilibrados ao ficarem sozinhos, destroem a casa (itens relacionados ao proprietário), tentam fugir, não se alimentam, latem sem parar, etc. Normalmente esse distúrbio pode piorar com o passar dos anos, o proprietário deve modificar seu manejo e realizar um treinamento especifico.

Os donos dos cães devem entender que o cão não esta sendo vingativo ou rancoroso, ele realmente está sofrendo por estar sozinho, e a ?culpa? (as vezes sem perceber) é mesmo do proprietário que muitas vezes reforça o comportamento errado do cachorro. O relacionamento entre o cão e o proprietário é baseada na confiança, porém quando o cão se torna dependente do proprietário, os problemas relacionados a ansiedade podem aparecer.

Ao deixar o cão sozinho em casa deve-se ter a preocupação com a segurança do animal, já que esse animal pode sair pulando em tudo que vê pela frente, tentar fugir e tentar destruir, o que pode resultar em traumas. A agressividade também já foi relatada como consequência de tal ansiedade. Existe um treinamento para tranquilidade do animal, que juntamente trabalhado com o proprietário tende a ter o sucesso esperado.

Nunca devemos punir o cão por estar ansioso.. lembrem-se, ele não tem culpa. Normalmente a terapia comportamental não precisa ser seguida por medicamentos, e seu tempo de melhora/cura pode demorar de semana à meses. A preocupação imediata seria com a quantidade de exercícios físicos/mentais que o cão pratica e com a forma com que o proprietário lida com a situação. Em alguns casos a castração é indicada, pois pode ter correlação com a predisposição genética do animal.