Conhece-te a ti mesmo

Conhece-te a ti mesmo. A famosa frase, escrita no pórtico do templo de Apolo, na antiga Grécia, que guiou Sócrates em sua filosofia e método, a maiêutica, é uma questão tão antiga quanto atual. As pessoas, cada vez menos buscam o autoconhecimento, anestesiando o sofrimento com distrações, agitações e medicações. A ciência já consegue comprovar o quanto somos responsáveis por nosso próprio sofrimento e a falta de autoconhecimento, ou uma forma ineficaz de lidar com ele, é responsável pela grande maioria das doenças psicológicas da atualidade. Já dizia o filósofo Epicteto: “Não são os fatos que nos geram sofrimento, mas o que pensamos sobre eles”. Esta frase é um dos fundamentos da psicologia cognitiva, uma abordagem psicoterápica atual e com eficácia cientificamente comprovada, cujo foco é a alteração das interpretações do sujeito, responsáveis pelo mal estar e sofrimento. Nosso sistema de interpretações é construído ao longo de nossa trajetória na vida, formando uma complexa rede de crenças que age inconscientemente, ditando regras e leis, que podem agir tanto para o bem quanto para o nosso próprio mal. Os antigos filósofos já sabiam que a chave da felicidade estava dentro de nós, Epicteto aprofundou, descobrindo que a raíz do nosso sofrimento está na nossa interpretação do mundo e os psicólogos da atualidade ficaram com a responsabilidade de estudar este complexo processo da mente e levar esse benefício para a humanidade, contribuindo com o bem-estar*psicológico* do ser humano.

Francisco Crauss R. de Freitas Psicólogo CRP: 07/17.989