Empreender: O que ninguém vai te dizer

Frequentemente sou abordada sobre o assunto* “O que te levou a abrir uma empresa”*. Existe uma série de razões que motivam um empreendedor a abrir um negócio, mas o dobro delas faz com que ele desista antes de começar ou três vezes mais razões para fazê-lo desistir nos primeiros anos.

empreenderReavalie seus objetivos. Muitas vezes somos tomados pela euforia, principalmente na juventude, e achamos que estamos tomando a melhor decisão das nossas vidas, e às vezes não estamos. É preciso avaliar seus objetivos pessoais para saber se o empreendimento vai de encontro com o que você deseja ser no futuro. Em vários momentos me peguei pensando sobre minha carreira profissional desenvolvida dentro de uma empresa e o sonho que eu tinha de abrir a minha empresa. Enquanto eu não tomei uma decisão sobre os meus planos não consegui crescer.

Por melhor que você seja, ainda assim será novato. Conheço várias pessoas que tinham uma grande ideia, mas não estavam preparados. É comum você achar que teve uma ideia fabulosa e querer entrar de cabeça, mas é preciso entender que por mais que você tenha sido um aluno nota dez na faculdade, ou tenha trabalhado durante dez anos em uma empresa fazendo isso, ainda assim você estará começando. Não vá tão depressa, seja crítico sobre você mesmo e avalie se a sua personalidade e conhecimento é o suficiente para abrir um negócio.

No inicio é difícil. Você pode ter muito dinheiro para investir e conhecimento de sobra, mas ainda assim, o início é sempre muito difícil. É preciso enfrentar a realidade e analisar as estratégias de negocio diariamente. Não é fácil reconhecer que errou em uma estratégia, mas reconhecer é o primeiro grande passo de um empreendedor de sucesso. Muitas vezes você irá errar, mas tenha a humildade de assumir e a coragem para tentar de novo.

Cuide-se. Não deixe que o empreendimento tome todo seu tempo, é preciso cuidar de você, dos seus relacionamentos e fazer coisas fora da rotina. Um dos maiores erros que cometi durante muito tempo foi me colocar em segundo lugar. Se agir dessa maneira, na primeira tempestade você será impulsionado a desistir, pois não se preparou e desprezou a parte mais importante do empreendimento: o empreendedor.

Por fim, desejo-lhe boa sorte e torço de coração para que tenhamos empreendedores inovadores em nosso país, prontos para construir um futuro promissor.