Enquanto a Copa não chega...

Faltam menos de 30 dias para a Copa do Mundo! Os noticiários e, principalmente, as campanhas publicitárias já começaram a tomar conta da programação da tevê, com mensagens relacionadas ao futebol e outras referências identificadas com valores nacionais, como o samba e a bossa nova, o jeitinho brasileiro, o nosso povo, etc.

No cenário cultural, porém, ainda não são tantas as ações que trafegam por este caminho, e mesmo diante de brutal concorrência com o evento esportivo mais esperado pelos brasileiros, a programação do mês das mães revela que são elas que estão com tudo, afinal? mãe é mãe!

As mães francesas também são uma peça

Está em cartaz na cidade o filme francês ?Eu, Mamãe e os Meninos?, vencedor de cinco prêmios Cesar 2014 (O Oscar Francês) entre eles, os de filme, ator e roteiro. Assumida inspiração de Paulo Gustavo na criação de ?Minha mãe é uma peça? (peça teatral e filme), o filme é inspirado na história real de Guillaume Gallienne ? autor da peça original, roteirista, diretor e ator desta empreitada cênica.

Guillaume é dono de uma curiosa história de vida: quando criança, sua mãe decidiu criá-lo como uma garota, por considerá-lo ?diferente? dos irmãos. Apenas quando já era adulto, ele decide falar sobre a relação complicada que teve com o pai, os momentos difíceis da época de escola e os romances adolescentes. E acaba escrevendo uma peça teatral contando suas histórias engraçadas.

O filme Eu, Mamãe e os Meninos venceu o "Oscar francês"O filme Eu, Mamãe e os Meninos venceu o ?Oscar francês?

Mesmo sendo definido como comédia, há muitos momentos dramáticos, a cerca de uma questão bastante contemporânea: as dificuldades que podem envolver a identidade sexual. Se o assunto é mãe, além da reconhecida obra já encenada por nosso Paulo Gustavo, é boa pedida essa obra francesa, até porque: nem toda mãe é igual !!!

*Festa do pijama no Teatro *

Para a criançada, uma boa pedida é a peça infantil ?Bossa Novinha ? A Festa do Pijama?. Pegando carona na comemoração de 50 anos da Bossa Nova em 2014, o Teatro Oi Futuro Ipanema recebe esse musical infantil, com texto de Ana Velloso e Direção de Sérgio Módena, abordando essa marca cultural da identidade brasileira!

A peça narra a história de Marilu, uma menina que está comemorando dez anos, e para isso chama seus amigos para uma ?Festa do Pijama? em seu apartamento, que fica em Copacabana. Como seus pais vão dormir, as crianças têm de brincar e cantar sem fazer barulho, o que fazem em clima de Bossa Nova, e seguem cantando, criando personagens, inventando jogos, e contando muitas histórias.

As crianças da platéia podem levar seus pijamas, e a peça conta com clássicos como ?Só Danço Samba? (Tom e Vinícius), ?O Pato? (Jaime Silva e Neuza Teixeira) e ?A Galinha D? Angola (Vinícius de Moraes). É uma pedida que, certamente, também vai mobilizar a mães e as avós, que vão sair do teatro cantando essas pérolas de nossa música.

Entrando no clima da Copa

E já abordando o tema futebol, a peça ?À sombra das chuteiras imortais? fica no Teatro SESI Centro até 24 de maio. Com dramaturgia e direção de Henrique Tavares, a montagem é inspirada nas crônicas de futebol de Nelson Rodrigues, tendo como trama central o conto ?O grande dia de Otacílio e Odete?, além de trechos das crônicas ?O craque na capelinha?, ?Complexo de vira-latas?, e ?O mais belo futebol da Terra?.

"À sombra das chuteiras imortais" é inspirada nas crônicas de Nelson Rodrigues?À sombra das chuteiras imortais? é inspirada nas crônicas de Nelson Rodrigues

Na história, Otacílio e Odete (Gláucio Gomes e Ingrid Conte) são recém casados quando começa a Copa de 1958, e às vésperas da final da Copa ele recebe a notícia de que era traído. O que seria mais importante: vencer a Copa, ou a traição da esposa? A peça é, sem dúvida, uma bela homenagem ao futebol, uma das maiores paixões nacionais, e também à narração e à crônica futebolística, tão bem representada por Nelson. Vale conferir, e está nas últimas semanas!!

Tony Ramos é Getúlio no Cinema

Uma última pedida, que recém estreou nos cinemas, é o filme que aborda os últimos dias de uma das figuras públicas mais importantes e controversas da História do Brasil no século XX: Getúlio Vargas! O filme ?Getúlio?, dirigido por João Jardim (co-diretor do indicado ao Oscar ?Lixo Extraordinário?), retrata o clima de tensão política da maior crise de seu segundo mandato como presidente, focando nos 19 dias que antecederam o seu suicídio.

Tony Ramos vive Getúlio Vargas nos cinemasTony Ramos vive o ex-presidente Getúlio Vargas nos cinemas

O clima era tenso com a acusação de que Getúlio seria o mandante da tentativa de assassinato de seu principal rival, Carlos Lacerda, no episódio que ficou famoso como o atentado da Rua Tonelero. O protagonista é defendido pelo consagrado Tony Ramos, e seu rival por Alexandre Borges. Para viver o ex-presidente Getúlio Vargas, Tony passava por sessões de duas horas de maquiagem; e tem defendido, em entrevistas, não ter tentado ?parecer? Getúlio Vargas, por não buscar a imitação, mas sim a recriação da alma do homem, por trás dos desígnios.

O filme serve, no mínimo, como um libelo pela reflexão sobre a história do Brasil, e os caminhos de sua política, independente da visão que o espectador tenha dos fatos. Corre lá, pois o Tony Ramos dá um show!!!