Etapa 1: A visão da empresa acerca das competências humanas

Atualmente o maior desafio que se apresenta a qualquer organização é o de conseguir manter-se competitiva no seu mercado de atuação, conciliando interesses, adotando uma postura de aprendizagem contínua, respeitando as diferenças e identificando oportunidades e competências, tudo isso sem descuidar do processo de humanização. O produto final é uma prioridade para as organizações, mas a preocupação com as competências essenciais ? que farão com que a empresa seja reconhecida não apenas como um portfólio de produtos ou serviços, mas também como um portfólio de competências ? é cada vez mais comumente encontrada em gestores.

Há um crescimento considerável na utilização de um método específico de seleção pelas organizações: é a seleção por competências. Nesse método a empresa seleciona os candidatos mais qualificados, capazes e de acordo com o perfil exigido para assumir o cargo vago na empresa. A seleção é estruturada a partir da definição do perfil das capacidades técnicas e comportamentais, organizacionais e individuais para cada função ? sem desconsiderar o fator primordial que é a cultura da organização. Através desse tipo de análise dos candidatos obter-se-á um relatório com a classificação e uma breve apresentação de cada candidato, contemplando as competências presentes no mesmo e as que precisam ser desenvolvidas. A seleção de um candidato com o perfil adequado facilita a adaptação, otimiza os resultados e reduz o risco de esse candidato não se adequar à função ou empresa, impactando positivamente na rotatividade de pessoal, podendo também reduzir custos e o tempo de treinamento e ambientação, além de tornar o processo de seleção mais claro e objetivo.

Mas quais são as competências esperadas pelas organizações?

 Considerando que o mercado de trabalho vive em constante mudança de cenário corporativo e das diversas áreas de atuação, é difícil afirmar quais as condutas e ações mais adequadas para toda e qualquer situação de trabalho, porém há competências técnicas e comportamentais que devem estar presentes em todas as atividades profissionais, de acordo com as tendências do mundo organizacional. Em geral, todo profissional possui competências técnicas, estratégicas e o comportamento humano natural, mas podemos destacar algumas dessas competências como importantes dentro de uma organização:

  • Buscar constantemente aperfeiçoamento, conhecimento e inovação;

  • Demonstrar disponibilidade;

  • Saber ouvir;

  • Mostrar comprometimento e trabalho em equipe;

  • Ser flexível;

  • Administrar seu tempo;

  • Ser comunicativo, demonstrar ideias de maneira clara e objetiva;

  • Ter um bom relacionamento com colegas;

  • Ser discreto;

  • Saber aceitar mudanças;

  • Ter bom-humor.

     Podemos listar inúmeras competências e também características esperadas pelos gestores ? e também pelos colegas de trabalho! ? que fazem a diferença no ambiente e nos resultados da organização, já que cada função, cargo, cultura organizacional e modelo de gestão exige um perfil profissional diferente, porém há competências e características que abrangem todo e qualquer tipo de profissional ? e começaremos a partir do próximo texto a tratar sobre cada uma delas, ainda sobre a ótica do contratado e da contratante.

     Até a próxima!