Google é o “Mobilegeddon” – O que realmente mudou desde 21/04/2015?

Google MobilegeddonGoogle Mobilegeddon

Em fevereiro deste ano o Google anunciou que a partir de 21/04/2015 faria uma grande atualização para seu algoritmo de busca móvel mudando a ordem em que os sites são classificados quando os usuários procuram por algo em seus smartphones.

Pois bem, já estamos em plena vigência do novo algoritmo que começou a favorecer os sites responsivos (que mudam a sua aparência e disposição com base no tamanho da tela em que o site é exibido) em detrimento àqueles sites ainda não responsivos aos smartphones. Este fato foi tema de uma série de artigos em todos os sites e revistas de marketing e negócios, e ocasionou muita confusão entre os interessados, até mesmo pelo alarmismo de alguns destes artigos.

Para ajudar a esclarecer o que isto significa para as empresas e seus sites, buscamos diretamente no blog oficial da Google as principais questões mais frequentes sobre o assunto e os esclarecimentos pertinentes, conforme abordado no artigo “ FAQs about the April 21st mobile-friendly update ”:

  1. Os resultados de pesquisas realizados via PC/desktop e tablets também serão afetados por essa mudança?

Não, esta atualização não tem efeito em pesquisas realizadas via PC/Desktop ou tablets. Ela afeta pesquisas de dispositivos móveis (smartphones) em todos os idiomas e locais.

  1. O impulso no ranking para dispositivo móvel será no nível de página ou no nível do site?

O impulso ocorre no nível de página. Por exemplo, se dez das páginas do seu site são responsivas, mas o restante de suas páginas não é, apenas as dez páginas responsivas podem ser impactadas positivamente.

  1. Como faço para saber se o Google acha que uma página no meu site é responsivo?

As páginas individuais podem ser testadas se são responsivas, utilizando o “Mobile-Friendly Test”.

Teste URLs individuais em tempo real com o Teste Mobile-FriendlyTeste URLs individuais em tempo real com o Teste Mobile-Friendly

Para verificar se o site é responsivo, confira o relatório ”Mobile Usability report in Webmaster Tools”. Os dados deste recurso são baseados na última vez em que as páginas do seu site foram rastreadas e indexadas pelo Google.

A ferramenta “Usabilidade móvel no Webmaster” fornece uma visão instantânea da responsividade do seu site.A ferramenta “Usabilidade móvel no Webmaster” fornece uma visão instantânea da responsividade do seu site.

4. Infelizmente, minhas páginas responsivas só estarão prontas depois de 21 de abril. Quanto tempo leva para que possam ser consideradas responsivas no ranking?

O Google determina se uma página é responsiva cada vez que a rastreia e a indexa. Um bom administrador de site poderá agilizar este processo, usando ferramentas disponíveis no “Webmaster Tools

  1. Considerando que a atualização do sistema de classificação dando maior ênfase para sites/páginas responsivas ocorrerá à partir de 21 de abril, se eu não perceber nenhuma queda no tráfego em 22 de abril, isso significa que a classificação do meu site não será afetada?

Você não será capaz de determinar de forma definitiva em 22 de abril se o ranking do seu site será afetado pela atualização. Será necessário mais de uma semana antes que todas as páginas do índice sejam afetadas.

  1. Eu tenho um site responsivo mas o “Mobile-Friendly Test” indica que minhas páginas não são responsivas. Por quê?
    Se uma página é projetada para funcionar bem em dispositivos móveis, mas ele não está passando o “Mobile-Friendly Test”, o motivo mais comum é que o Googlebot para smartphones é impedido de identificar os recursos, como CSS e JavaScript, que são fundamentais para determinar se a página é legível e utilizável em um dispositivo móvel (ou seja, se é responsiva). Um bom profissional de web sites poderá facilmente fazer as modificações necessárias para regularizar a verificação do seu site pelo “Mobile-Friendly Test”.
    Recomenda-se que os proprietários de sites permitam Googlebot para rastrear todos os recursos para uma página (incluindo CSS, JavaScript e imagens), para que o algoritmo possa processar corretamente, o índice, e, neste caso, avaliar se a página é responsiva.

  2. E se minha página estiver em um site que não é responsivo?
    Sua página ainda pode ser acessada em um smartphone, mesmo que esteja em um site que não é responsivo., porém, logicamente, está não será uma boa experiência para os visitantes móveis.

  3. O Google concede um ranking mais elevado para páginas usando “Responsive Web Design” (que usa a mesma URL e o mesmo HTML para a área de trabalho e versões móveis) versus o site movél hospedado em seperado (como “www” para desktop e “m.example.” com para celular)?
    Não, a responsividade é avaliada da mesma forma para web design responsivo (RWD), URLs móveis separados, ou dinâmico que serve para a sua configuração. Se o seu site usa URLs móveis separadas ou serviço dinâmico, recomenda-se revisar o guia SEO Mobile para certificar-se de Google está devidamente rastreamento e indexação de suas páginas para dispositivos móveis.

9 O meu site/página desaparecera dos resultados de busca móvel se não for responsivo?
Apesar da mudança para site responsivo ser importante, o novo algoritmo da Google ainda usa uma variedade de variáveis para classificar os resultados da pesquisa. A intenção da pesquisa ainda é um fator muito forte – por isso mesmo se uma página com conteúdo de alta qualidade mesmo não sendo responsiva, ela ainda poderá ter um ranking elevado, caso tenha um grande conteúdo para a consulta.

  1. E se o meu público for apenas pc/desktop? Então, não há nenhuma razão para ter um site responsivo, certo?

Não exatamente. As estatísticas mostram que mais pessoas estão acessando somente via “móvel” – ou porque nunca tiveram um desktop ou porque eles não vão substituir o seu atual pc/desktop quando não for mais útil. Além disso, um site não responsivo pode não ver muitos visitantes móveis precisamente por essa razão.
A atualização do algoritmo “responsivo” será aplicada a buscas feitas por aparelhos móveis realizadas em todos os sites, independentemente da língua, região, ou proporção entre tráfego vindo de aparelho móvel ou pc/desktop.

  1. Tenho páginas mostrando erros de usabilidade móvel conter um vídeo do YouTube. O que posso fazer?

Sugerimos prestar muita atenção à forma como o vídeo do YouTube está incorporado. Se você estiver usando o “velho estilo” para incorporar na página móvel, converta para