Descubra os Benefícios da Laserterapia na Odontologia!

Nas últimas décadas, o avanço da tecnologia, principalmente através dos conhecimentos de física, tem propiciado o surgimento de novos equipamentos utilizados nas áreas de diagnóstico e terapêutica.

Por décadas, vem sendo bastante utilizado na área médica, mas somente em 1968 pesquisadores observaram de maneira efetiva os efeitos terapêuticos da laserterapia em Odontologia. Muito divulgado com a finalidade de clareameto dental, o uso do laser em Odontologia vai muito além, atuando como coadjuvante no tratamento de diversas doenças.

elefante-verde-2910201411100002

A palavra laser se origina da abreviação de seu próprio significado, (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation), referindo-se à amplificação da luz por emissão estimulada de radiação.

Os lasers podem classificados em duas famílias, conforme sua potência e a capacidade de interação com os tecidos (forma de atuação) como laser de baixa intensidade de energia ? muito utilizados em Odontologia, e lasers de alta intensidade de energia, sendo, principalmente cirúrgicos.

elefante-verde-2910201411100003

Os lasers de baixa intensidade são empregados com o propósito terapêutico. Pesquisas têm demonstrado a utilização do laser em baixa intensidade, promovendo uma recuperação mais rápida e menos dolorosa, nos casos de estomatite aftosa recorrente (aftas), úlceras traumáticas, lesões herpéticas, pericoronarite (inflamação na região dos sisos), gengivite, hipersensibilidade dentinária, queilite angular, síndrome da ardência bucal, alveolite, disfunção temporomandibular (DTM) e mucosite.

Sua aplicação é simples, de baixo custo e pode ser integrada como auxiliar da terapia para tratamentos convencionais ou isoladamente como modo alternativo em algumas patologias. Os efeitos terapêuticos obtidos são anti-inflamatório, analgésico e de cicatrização.

Trata-se de uma ajuda importante à prática profissional, em associação com quase todas as especialidades odontológicas. Na Periodontia atua em associação com o tratamento periodontal, possuindo efeitos antimicrobianos. Após procedimentos cirúrgicos, a aplicação do laser de baixa intensidade pode reduzir a dor pós-operatória e melhorar a cicatrização. Na Ortodontia, também contribui para a redução da dor após movimentação ortodôntica. Em lesões provocadas pelo vírus Herpes, a ação do laser produz um efeito antiviral proporcional ao efeito estimulante da imunidade do paciente. Já em Oncologia, a laserterapia está indicada na prevenção e tratamento da mucosite oral, podendo ser usada isoladamente ou associada a tratamento medicamentoso. Proporciona alívio da dor, maior conforto ao paciente, controle da inflamação, manutenção da integridade da mucosa e melhor cicatrização.

elefante-verde-2910201411100004

A tendência da odontologia é a incorporação de métodos menos invasivos com a finalidade de minimizar a dor e o desconforto durante e após as intervenções odontológicas. Por isso, acredita-se que a laserterapia seja uma excelente opção de tratamento, já que apresenta efeitos benéficos para os tecidos irradiados, como ativação da microcirculação, produção de novos capilares, efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, além de estímulo ao crescimento e à cicatrização.

O aumento substancial do interesse pela laserterapia tem sido notado em círculos científicos, devido ao significante número de resultados satisfatórios com o tratamento.

elefante-verde-2910201411100001

Consulte seu dentista sobre as possibilidades de uso do laser. São muitos os benefícios, fique de olho!!!