Licor & Chocolate

Licor é uma bebida alcoólica doce, composta por álcool misturado com frutas, ervas, temperos, flores, sementes, raízes, cascas de árvores, cremes e uma substância doce que pode ser sacarose, mel ou glicose. O termo vem do latim liquore, “líquido”.Os licores não costumam ser envelhecidos por muito tempo, mas podem ficar algum tempo descansando até que atinjam o sabor ideal. A descrição mais comum de licor é a de uma bebida doce, de alto teor alcoólico, tendo um teor que varia entre os 20% e os 28%. Servido em pequenas taças, é ideal após as refeições, sendo também muito comum em bombons.

Sua composição leva açúcar, xarope, álcool, além de frutas, plantas e ervas, que dão o sabor característico de cada bebida. Devido ao fato de serem obtidos através de produtos tradicionais, não é necessária a adição de corantes ou conservantes.

Há, porém, outras definições da bebida. Para os franceses, o licor é simplesmente um digestivo. Entre os ingleses, é um drinque específico, feito à base de um destilado ao qual se adicionou, por infusão, maceração ou redestilação, raízes, cascas de árvores, flores, frutas ou sementes.

Já para os norte-americanos, o termo significa o mesmo que para os ingleses, mas os primeiros ainda criam certa confusão ao chamar licores de cordials, xarope aromatizado com teor alcoólico baixo ou inexistente.

Para a sua elaboração, existem diversas fases a considerar: primeiramente, deverão ser colocados, juntos, numa garrafa, o álcool ou aguardente com a fruta, erva aromática ou outro elemento em infusão, durante um período de tempo entre sessenta a noventa dias, num lugar fresco e seco. A garrafa ou recipiente deverá ser agitada diariamente. Em geral, devemos tomar, como referência, um litro de aguardente para uma chávena de chá contendo fruta, muito embora possam existir variações nesta proporção]

O licor é também muito ultilizado para a harmonização com chocolates e também no seu preparo. É possivel haver harmonização com todos os tipos.

  • Chocolate amargo: feito com os grãos de cacau torrados sem adição de leite. É também chamado de “chocolate puro”, pois além do cacau leva apenas açúcar.Neste caso existem as variações extra amargo (75 a 85% de cacau), amargo (50 a 75%) e meio amargo (35 a 50%). É mais usado em confeitaria, com algumas versões permitem a sua utilização como base para sobremesas, bolos e bolachas. Caracteriza-se pela cor escura e paladar amargo.

Harmoniza com:

Marasquino: Meio doce e meio amargo. É um licor obtido da destilação da cereja marasca (espécie de cereja amarga). Muito utilizado para aromatizar preparações doces. Este tipo de cereja desenvolve-se na Croácia, mais precisamente no entorno da cidade de Zadar, perto de Pádua, no nordeste da Itália. É um dos poucos licores do mundo produzidos através do processo de destilação.

  • Chocolate ao leite (no Brasil) ou chocolate de leite (em Portugal): leva na sua confecção leite em pó ou leite condensado. A maior parte dos fabricantes europeus usam leite condensado, conforme escolha original de Peter e Nestlé, enquanto os produtores britânicos e americanos usam o leite em pó. Neste tipo os teores de cacau estão entre 30 e 40%.

Harmoniza com:

Alizé Gold Passion:  É composto por uma mistura refrescante de maracujá natural com o mais fino Cognac francês. Todo o sabor e aroma são extraídos das pequenas sementes da fruta, que, quando prensadas, liberam uma essência aromática cítrica. É considerado de média Graduação alcoólica 16% por vol.

  • Chocolate branco: feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina, podendo ser acrescentados aromas como o de baunilha. Foi criado apenas no século XX. É o mais doce e de textura bem cremosa.

*Harmoniza com:*

*Lejay Lagoute Green Apple* – Licor de maçã verde francês, elaborado a partir de suco de limão e maçã verde. Possui cor transparente, límpida e delicioso aroma e sabor de maçã verde. Ideal para acompanhar sobremesas, sorvetes, bolos, iogurte natural, saladas de frutas e também como aperitivo. Servir gelado. Graduação alcoólica 22% vol.

*Limoncello* -  é um licor de limão produzido originalmente no sul da Itália, especialmente na região do golfo de Nápoles, na Costa Amalfitana e nas ilhas de Ischia e Capri, mas também é produzido na Sicília e na Sardenha. É feito à base de limão, álcool, água e açúcar; deve ser mantido no congelador e, consequentemente, bebido bem gelado.

  • Couverture: termo em francês que define o chocolate rico em manteiga de cacau, utilizados pelos profissionais chocolateiros.

*Harmoniza com:*

*Licor Beirão* – A base de eucalipto e várias ervas. A sua produção teve início no século XIX, na vila da Lousã, com base em diversas plantas – entre as quais o eucalipto, a canela, o alecrim e a alfazema – e sementes aromáticas, submetidas a um processo de dupla destilação. O produto assim obtido apresenta uma tonalidade de topázio transparente, de sabor doce.

  • Diet: composto por massa e manteiga de cacau, leite em pó, sorbitol e sacarina (usados em substituição do açúcar) e vanilina. O chocolate diet é sempre nobre já que não pode ser misturado com óleos e gorduras. Apesar de não ter açúcar em sua composição, eles são altamente calóricos. O chocolate dietético, em geral, é vendido em barras. Podem-se criar produtos banhados e recheados destinados aos apreciadores de chocolate dietético ou para os diabéticos.

*Harmoniza com:*

*Frangelico* – delicioso licor digestivo com forte nuance de avelãs. Frangelico é feito de uma maneira similar a outros licores de nozes: as nozes são moídas e misturadas com cacau, baunilha e outros sabores naturais e então deixadas de molho na bebida alcoólica de base. Quando o álcool já absorveu o sabor dos ingredientes, o licor é filtrado, adocicado e engarrafado.