Moqueca Capixaba: Aprenda a história e como fazer a nossa típica moqueca.

Moqueca é capixaba, o resto é peixada! Quem nunca ouviu essa frase? Motivo de intrigas com nossos vizinhos baianos, a moqueca é deliciosa tanto aqui quanto lá, mas cada Estado puxa a sardinha (ou melhor, o badejo) pro seu lado! Turista que vem ao ES não volta pra casa sem antes experimentar nosso típico prato. O prato está presente em quase todos os restaurantes voltados para o turismo no litoral do Estado.

moqueca-capixaba

Na moqueca capixaba não vai dendê, nem leite de côco, muito menos pimentão, fazendo com que a moqueca capixaba seja mais leve do que a dos nossos vizinhos. Na receita*capixaba* o azeite é de oliva, o tomate precisa estar bem maduro, cebola e alho bem picados e o coentro levemente rasgado e salpicado em doses generosas. As panelas de barro vêm de Goiabeiras, onde as paneleiras têm o trabalho artesanal de moldá-las perfeitamente, garantindo a singularidade da moqueca capixaba.

Segundo alguns historiadores, a diferença entre a moqueca capixaba e a baiana, vêm da formação dos estados, com um peso maior para a relação indígena-portuguesa no Espírito Santo, ao contrário da Bahia, onde as raízes africanas se misturaram à cultura portuguesa. Os indígenas são os responsáveis, segundo historiadores, pelo famoso pirão, visto que a farinha de mandioca era alimento extremamente valorizado pelos índios.

Quer aprender a preparar uma moqueca capixaba de primeira? Então atente-se à receita:

Retirado do site: http://www.vitoria.es.gov.br/turismo.php?pagina=moquecacapixaba

* Ingredientes*

  • 1,5kg de peixe fresco (robalo, badejo, papa-terra, ou namorado);
  • 3 maços de coentro;
  • 3 maços de cebolinha verde;
  • 2 cebolas brancas (pequenas);
  • 3 dentes de alho;
  • 4 tomates;
  • 3 limões;
  • azeite de oliva;
  • sementes de urucum;
  • pimenta-malagueta (opcional);
  • óleo de soja ou algodão;
  • sal fino.

* *

Modo de fazer

Limpe bem o peixe, corte-o em postas de 5cm de largura, lave-o com limão e deixe-o em uma vasilha com água de sal fraca. Separe a cabeça para preparo do pirão.

Soque juntos o alho e o sal.

Em uma panela de barro (grande), coloque um pouco de óleo de soja ou de algodão (duas colheres) e azeite de oliva (uma colher) e adicione a massa obtida no socador, passando-a no fundo do recipiente.

Retire as postas de peixe da vasilha com água e sal. Vire as postas de um lado para outro na panela, arrumando de modo que não fiquem umas por cima das outras.

Corte o coentro, o tomate e a cebola e os coloquem, nesta ordem, por cima das postas de peixe que estão na panela. Regue com azeite e suco de limão.

À parte, frite, em um pouco de óleo quente, uma colher (sopa) de sementes de urucum. Depois de fritas, retire-as. Na hora de levar ao fogo para cozinhar, despeje um pouco desse óleo por cima do peixe para dar cor. Quando começar a abrir a fervura, verifique o sal. Não ponha água, não vire as postas e cozinhe com a panela bem tampada.

Verifique o paladar do sal e do limão. Deixe no fogo forte por 20 a 25 minutos. Balance de vez em quando a panela com o auxílio de um pedaço de pano grosso para que as postas de peixe não agarrem no fundo. Quando for à mesa, salpique coentro picadinho.

Como complementos da moqueca capixaba são indispensáveis o arroz branco, o pirão e o molho.

Pirão

Use os mesmos temperos da moqueca, reduzindo-os à metade. Aproveite a cabeça do peixe ou uma das postas, previamente separada para esse fim. Proceda da mesma forma, desta vez adicionando de três a quatro copos de água ao peixe.

Quando estiver cozido, escorra e o desfie. Junte o peixe ao caldo novamente, deixe ferver e, quando estiver no ponto máximo de fervura, vá jogando a farinha de mandioca lentamente para não embolar, mexendo aos poucos com um garfo. Pronto o pirão, corte o coentro e o espalhe por cima antes de servir.

Molho

Amasse seis pimentas malaguetas no suco de dois limões e três colheres de vinagre de boa categoria.

Corte uma cebola em fatias bem finas, fazendo o mesmo com o coentro e as cebolinhas. Misture tudo à medida que for regando com o azeite. Se o molho ficar muito picante, coloque um pouco de água.

Quer saber onde comer as melhores moquecas*em Vila Velha? Acesse nossa seção de Gastronomiae descubra os *melhores restaurantes da cidade.