No escurinho do cinema...

Uma vez começado o mês de junho, vai um aviso: para quem gosta de namorar, a hora é essa! O mês dos namorados é convidativo, não só para os namorados, oficialmente falando, mas os enamorados em geral, sejam eles casados, casados de longa data, recém-casados, ?ficantes?, casos, paqueras, flertes, ou qualquer outra derivação do mesmo tema, até mesmo os oficialmente ?namorados?. A cidade de Niterói, como lugar acolhedor e aprazível que sempre foi, vai oferecer muitas opções de lazer e cultura. Mas vamos focar na sétima arte. Afinal, um cineminha combina com namoro, desde a época em que o cinema foi criado, em fins do século XIX.

Em Niterói, continuam em cartaz dois filmes que abordam o universo do poeta, cantor e músico Renato Russo, referência de nossa cultura dos anos 80 e 90. O recém estreado Faroeste Caboclo, e o longa Somos Tão Jovens, já há algumas semanas em cartaz. Ponto para o cinema nacional  e para nossa cultura em geral.

?Faroeste Caboclo? é baseado na música homônima de Renato Russo, e um dos maiores sucessos da Legião Urbana. O longa acompanha a história de João do Santo Cristo (Fabrício Boliveira), que deixa sua cidade natal e se muda para a Brasília em busca de uma vida melhor. Lá, ele encontra a miséria e o crime, mas também descobre o amor nos braços de Maria Lúcia (Ísis Valverde). A primeira empreitada do diretor René Sampaio no campo do longa-metragem não fica só na intenção, e o filme vêm colhendo muitos elogios, dentre os quais para o trabalho dos atores, com os personagens centrais defendidos com muita energia e talento por Fabrício Boliveira, Isis Valverde e Felipe Abib. Tem romance de ?namorados? sim, mas tem muito mais, vale a pena conferir.

Já ?Somos Tão Jovens? tem um caráter mais biográfico. O filme conta a história dos primeiros anos de carreira de Renato Russo. Em 1973, ele se muda para Brasília com a família. Aos poucos passa a se interessar por música uma vez que permanece muito em casa por conta de uma doença. Quando melhora dos problemas de saúde, funda a banda Aborto Elétrico e, posteriormente, a Legião Urbana.  O ator Thiago Mendonça se sai muito bem, principalmente no decorrer do filme, com uma ótima composição como Renato Russo, e o diretor Antonio Carlos da Fontoura e o roteirista Marcos Bernstein miram claramente na identificação entre o Renato Russo jovem, em seu período de formação, e os novos fãs. Corre para o cinema, pois não se sabe quanto tempo o filme ainda fica nas telas!

Temos ainda outro filme brasileiro em cartaz, dessa vez falando justamente sobre o tema do mês. Trata-se de ?Odeio o Dia dos Namorados? do diretor Roberto Santucci, da série de filmes ?De pernas pro ar?, com elenco encabeçado por Heloísa Perissé e Marcelo Saback, em boas performances. No filme, a publicitária Débora (Heloísa Perissé) precisa criar uma campanha romântica para o Dia dos Namorados, mas é a pessoa menos sentimental do mundo, e o cliente que têm que aprovar o trabalho é Heitor, um ex-namorado que ela dispensou de forma humilhante.

Também segue em cartaz ?Se beber não case ? Parte 3? , fechando uma trilogia de sucesso, apoiada em bons roteiros e atores idem. O terceiro e último filme da franquia de comédia de Todd Phillips dessa vez não tem casamento. E nem despedida de solteiro. Ainda assim, o humor se mantém em boa forma, e mesmo com uma trama mais simples, o filme fecha a trilogia de forma muito bem amarrada. Boa pedida!

E por fim, para aqueles que gostam da sala escura, mas preferem outras artes, no Teatro Abel está em cartaz o monólogo ?Minimanual de Qualidade de Vida?. Após protagonizar por três anos e meio um dos maiores sucessos teatrais dos últimos anos, ?A História de Nós 2?, Alexandra Richter está de volta à cidade nessa comédia de Ana Paula Botelho e da roteirista global Daniela Ocampo, que assina também a direção. O espetáculo faz curta temporada a partir do dia 07 de junho. Em cena, Alexandra Richter interpreta Angelina Pimenta, uma palestrante que, mesmo sendo desorganizada e atrapalhada, apresenta à platéia um livro que pretende otimizar o tempo das pessoas, torná-las melhor informadas, manter corpo e mente em harmonia, enfim, toda uma sorte de requisitos ?fundamentais? para a tão almejada felicidade.

Bom? agora é só marcar o dia. Só não se esqueça do romantismo, pois uma sala escura e um bom programa são uma boa pedida, mas o que faz de duas pessoas ?enamoradas? é aquilo que se sente, o que está no ar, no brilho do olhar, no toque e em tudo o mais que se queira !!!