Santo Amaro - Nosso Bairro

Nossa História

Santo Amaro é um distrito da Zona Centro-Sul do município de São Paulo, no estado de São Paulo. Foi um município independente até ser incorporado por São Paulo em 1935. O distrito é delimitado pelas avenidas Roque Petroni Jr., Professor Vicente Rao e Marginal Pinheiros.

É a região da cidade onde houve a maior concentração de imigrantes alemães a partir de 1829. Em 1833, foi elevado a município, se desmembrando de São Paulo, e permaneceu assim até 1935, quando voltou a ser incorporado novamente por São Paulo. A partir de 1947, soma-se, à parcela de europeus ligados à atividade industrial, o constante fluxo migratório de nordestinos, que intensificaram o comércio do bairro.

Fundação

José de Anchieta, vindo do povoado de São Paulo de Piratininga, em uma das várias vezes que visitou a região, percebeu que, devido ao número de índios catequizados e colonos instalados na região, era possível constituir, ali, um povoado. Para esse fim, foi construída uma capela em terras do português João Paes e de sua esposa Suzana Rodrigues, os quais doaram, à capela, a imagem de Santo Amaro. A região de Santo Amaro foi, então elevada a paróquia em 1680[2] e transformada em freguesia em 1686.

Atualmente, é o mais importante centro da região centro-sul da cidade, sendo considerado, para esta e também para vários municípios vizinhos, mais importante que o Centro da cidade de São Paulo. É, em boa parte, composto por loteamentos de alto padrão, embora ainda haja certas regiões onde predomina o comércio popular, como o Largo 13 de Maio. Santo Amaro já foi o maior polo industrial da cidade de São Paulo, e, hoje em dia, é considerado o segundo maior polo comercial da cidade. Abriga alguns shoppings de alto fluxo, como o Mais Shopping, cujo fluxo diário é de 40 mil pessoas. Outros shoppings como Boavista Shopping, SP Market, Shopping Morumbi e Market Place também marcam o distrito.

Possui atualmente, 4 universidades e 8 faculdades, 26 escolas de ensino fundamental municipais, 50 escolas estaduais e 65 escolas particulares. As de ensino médio somam 20 escolas estaduais e 41 particulares. A estrutura de cultural e de lazer conta ainda com 5 bibliotecas, 7 casas de cultura e o Teatro Paulo Eiró, em homenagem ao poeta local de maior projeção.
Destaca-se também em sua oferta de culinária, onde podemos encontrar muitos bons restaurantes, de comidas de toda parte do mundo!
Venha nos conhecer...