O Artesanato e as Vendas: dicas para vender artesanato nesse final de ano



Quero começar esse texto, com uma frase:
“Quando repensamos a nossa forma de consumir, podemos mudar a vida de muitas pessoas.” (Gisa Hangai)

Produtos feitos à mão fazem parte da história.
Hoje, as pessoas estão em busca de produtos autênticos, exclusivos e personalizados.

alt

Os clientes estão mais interessados em saber de que forma o produto foi feito, com que tipo de material, acabamento, etc... sem falar que, criam uma identidade com sua criatividade e bom gosto.


Se você produz peças artesanais e quer ter bons resultados neste final de ano (e no ano todo também!), eu separei algumas dicas que podem te ajudar. Vamos lá?

#1 Encontre o seu público



Por mais que algumas pessoas amem artesanato, elas não vão comprar a sua peça apenas porque é artesanal. E não adianta você reduzir o seu preço!

O cliente só vai comprar a sua peça quando enxergar o benefício que o seu trabalho irá agregar à vida dela. Assim, descobrir e conhecer o perfil do seu cliente é fundamental. Não dá pra sair atirando pra todo lado. Estabeleça um padrão e, seja fiel a ele!

#2 Pense no design



Imagem é tudo!

O seu cliente vai comprar o seu trabalho pelo que ele representa. A combinação de cores, texturas, imagens... tudo isso passa uma mensagem subliminar para o cliente e, se ele se apaixona pelo que está vendo, vai comprar!

#3 Capriche na divulgação



Na hora de divulgar suas peças nas redes sociais, fotos e vídeos bem feitos fazem toda a diferença.

Invista num celular com uma boa câmera, conheça noções básicas de enquadramento, tenha atenção à luz e à produção do local onde será feita a foto ou filmagem. Lembre-se: esse é, na maioria das vezes, o primeiro contato do seu futuro cliente com o seu trabalho.

Um site ajuda a ordenar as informações, mostra profissionalismo e ajuda a agregar valor ao serviço. Pode ser fonte de conteúdo relevante para o seu público (através de um blog, por exemplo), reforçando através dos artigos publicados seu domínio em relação às técnicas e expertise no assunto.

Outra dica são os marketplaces como o Elo 7, que apesar das taxas cobradas, ajudam a dar visibilidade ao seu trabalho.

#4 Use materiais de qualidade



Essa é uma premissa básica: os melhores materiais do mercado, SEMPRE!
Não subestime o nível de exigência do seu cliente, ok? Sempre preze por materiais de primeira linha. Os melhores tecidos, os melhores aviamentos, etc...

Ora, se você coloca todo o seu conhecimento pra desenvolver um projeto, que seja pra arrasar, não é mesmo?

#5 Use embalagens atraentes



Sim, a embalagem fala! Através da embalagem, o cliente percebe o seu nível de profissionalismo. Não basta fazer um produto bem feito. É preciso entregá-lo da melhor forma possível!

Entregar um produto em sacolinha plástica? JAMAIS!

#6 Personalize seu produto



Você pode personalizar seus produtos colocando etiquetas, tags, cartões de apresentação com uma mensagem fofa. É importante que, ao receber um produto, o cliente sinta que você teve cuidado e capricho, não apenas na confecção mas, na forma de apresentação do produto.

Mostre ao mundo que o seu produto é único e, desta forma, as pessoas irão enxergar o real valor do seu trabalho, afinal, nosso trabalho não acaba quando termina! Ele vai muito além disso!




Para finalizar, quero sugerir que você inicie sua produção para o Natal o quanto antes e que, você encontre seu público alvo e, juntos, construam relações prósperas.




Boa produção. Ótimas vendas!




Guest Post - Guia Elefante Verde

Autora:

Evelize Xavier é advogada por formação e arteira de coração! Atua no universo artesanal desde 2005, desenvolvendo peças de decoração.

Whatsapp: (11) 98133-1000
Instagram: @evelizexavier
Facebook: /evelize.xavier


alt

Já tentou de tudo para fazer seu negócio decolar, mas não teve sucesso? Clique e conheça Hubify!

Facebook: /hubifypinda
Instagram: @hubifypinda
Telefone: 12 3527-1013
Whatsapp: clique para mandar mensagem