O cão é o espelho de seu dono!

Não é a raça, e sim a criação.Não é a raça, e sim a criação.

A relação cão x homem nunca esteve tão intensa como nos dias de hoje, em contrapartida, observa-se também cães desequilibrados, desobedientes e com distúrbios de comportamento convivendo com sua ?família humana?.

 É necessário compreender as necessidades dos animais no sentido de respeitá-lo como indivíduo de sua espécie. O cão não é humano! Precisa muito mais de exercícios físicos e mentais do que de roupas e perfumes. Normalmente os cães de rua, apesar de magros e sujos, não apresentam os distúrbios psicológicos que os animais de proprietários revelam.

Os proprietários de cães devem saber qual o verdadeiro papel do animal na família, que passa a ser sua matilha e por isso, necessita de uma hierarquia onde o líder deve ser o homem e não o cão. É necessário se estabelecer regras de convívio e o proprietário do animal, no papel de líder tem o dever de proteger os demais, estabelecer limites e restrições, sem violência e sem gritar com seu animal. Caso o líder humano não assuma seu papel, o mesmo será desempenhado pelo cão e, consequentemente, vários problemas de comportamento na família. Muitos desses problemas culminam com o abandono (irresponsável) do animal.

Os cães no papel de líder tomam  posse da casa e de objetos, rosnam quando o dono se aproxima de sua alimentação, zangam quando o tiram do sofá, carrega o chinelo por toda a casa (é dele).

Essa alteração de comportamento do animal é fruto da falta de domínio de seu proprietário e tem tratamento! O ideal é que desde filhote, o animal possa freqüentar escolinhas de socialização, tendo contato com seu dono e outros cães. Assim, crescerão de forma saudável e aprenderão que a relação homem-cão é uma relação de amor, cumplicidade e respeito.

Diego Miranda

Proprietário da empresa Adestra-Cães ? adestracaes.pontenova@gmail.com