O FUTEBOL DOS E$TREMO$.

cartolas 01

Fala galera, tudo bem com vocês?! Brasileirão chegou ao fim e antes de iniciar o Post, quero aproveitar e dar os parabéns ao time do Cruzeiro pelo Bicampeonato; jogou o fino da bola, sem nenhuma dúvida.

 

O post de hoje, gira em torno do futebol, ou melhor, em torno das cifras astronômicas que envolvem o esporte mais amado do Planeta.

 

Dirigentes de clubes e empresários se “perderam” em relação aos valores pagos a atletas de futebol, jogadores como Fred (recebe 950 mil por mês), Pato (800 mil mensais, depois de contratado por 40 milhões), são somente alguns exemplos absurdos do nosso país, onde o salário mínimo do trabalhador não chega a R$ 800,00 reais.

 

O absurdo não para por aí! Ainda existem as famosas “luvas” (dinheiro que é injetado na conta dos boleiros apenas para assinatura de contrato). Paolo Guerreiro, atacante do Corinthians é um exemplo claro disso, exige do clube mais de que R$ 15 milhões, “apenas” para rabiscar sua assinatura por mais três anos de contrato, sem contar seus vencimentos, que ultrapassam as cifras de mais de meio milhão mensal.

 

Imagino caros leitores, que vocês estejam impressionados como eu, com essa dinheirama toda que é paga. E a gente que ama o time e quer comprar uma camisa original, para não alimentar a pirataria, crime organizado, obter um produto de boa qualidade, entre outros aspectos, como conseguiremos desembolsar mais de 270,00 reais?! Com o aumento da inflação, da gasolina?! É inacreditável!

 

Para completar, cito os valores dos ingressos cobrados na final da Copa do Brasil 2014, entre Atlético e Cruzeiro, onde a diretoria do Cruzeiro queria cobrar nada mais nada menos que R$1000,00 para torcida visitante e depois de uma briga na Justiça, baixaram os valores para “somente” R$500,00.

 

Todos nós precisamos nos unir de alguma forma e arrumar maneiras, para “protestar” contra esses verdadeiros abusos, seja através das mídias sociais, seja em protestos pacíficos em frente a Estádios. O povo unido é muito mais forte do que qualquer uma dessas pessoas (dirigentes e empresários), afinal somos nós que “alimentamos” os clubes. Precisamos mostrar que o futebol é uma diversão cultural, e sempre será do povo e não de uma minoria elitizada como estão querendo fazer. Vamos pensar nisso!

Galera, último post de 2014! Quero agradecer a todos vocês leitores, que este ano acompanharam meus textos aqui no Elefante Verde. Em 2015 voltarei com mais assuntos polêmicos e interessantes, se Deus assim permitir!

 

Boas festas a todos, que o ano que vem seja repleto de conquistas!

 

#Partiu2015!!!