O lugar dos sonhos

Uma vez passado o carnaval, finalmente vislumbramos o ano de 2013 como um todo, e tomamos fôlego para a jornada. Em meio a tantos planos, contas a pagar, agendas e objetivos, há também o lugar dos sonhos. E de tudo isso, talvez sejam os sonhos que movam todo o resto. O sonho acordado de um mundo melhor, e também o sonho mesmo, momento do repouso do corpo e viagem da alma.

E se nosso assunto é cultura, há uma forma de arte que é muito comparada aos sonhos. O Cinema, a sétima arte, inventado em fins do século XIX, cada vez mais evolui e parece nos lançar num ambiente onírico. Talvez pela capacidade de nos proporcionar emoções só possíveis em uma sala escura, concentrados, envolvidos por imagens, sons e músicas, numa viagem onde esquecemos até de nós mesmos. Lembra realmente o momento do nosso descanso diário.

A fantasia de ?As aventuras de Pi?: 11 indicações

E nesse ínterim, buscando o que está em cartaz na cidade, nos deparamos com a divulgação da maior festa mundial de premiação do cinema. Mesmo acontecendo longe das terras de Araribóia, o Oscar nos lembra do prazer de um bom filme, e da força da indústria americana. A festa chega à 85ª edição com a votação feita pela internet pela primeira vez, e os prêmios serão entregues no próximo domingo (24). Em Niterói, pelo menos três grandes concorrentes estão em cartaz: ?Lincoln? de Steven Spielberg, ?O Lado Bom da Vida?, de David O. Russell, e ?Django Livre? de Quentin Tarantino, mas é bom conferir as programações das salas.

Quentin Tarantino, em ?Django Livre?

O drama histórico ?Lincoln? é o filme com mais indicações, 12, incluindo a de melhor filme. ?As aventuras de Pi? tem 11 indicações; seguido pelo musical ?Os miseráveis? e a comédia ?O lado bom da vida?, e pelo drama político ?Argo?.

?Lincoln?, o grande favorito, se passa em 1865, durante a Guerra Civil americana, que opôs o norte e o sul do país. Ao mesmo tempo em que se preocupava com o conflito, o presidente Abraham Lincoln (Daniel Day-Lewis), travava uma batalha difícil em Washington, tentando passar uma emenda à Constituição que acabava com a escravidão. Também de escravidão trata o ?Django Livre? de Tarantino, que conta uma história de vingança no mesmo contexto histórico, e é um dos filmes mais comentados pelas polêmicas.

?Lincoln? é o filme com mais indicações

Em meio a comédias e musicais, e muitos filmes com chances para a estatueta, o fato de dois filmes importantes tratarem de questões éticas envolvendo os direitos humanos, no caso os dos negros, deveria nos fazer pensar. Lembrar que há muito que sonhar por um mundo mais justo, mais humano. E que esse tipo de filme, independente da entrega do Oscar, deveria ser visto por muitos, o que às vezes não acontece. Basta ver que o blockbuster adolescente ?João e Maria ? Caçadores de bruxas?, repleto de monstros e tiros, que está na liderança do ranking nacional por quatro semanas.

?João e Maria? é o líder de bilheterias, desbancando os candidatos ao Oscar

Talvez devêssemos aproveitar essa chance que o cinema nos dá, esse poder que o cinema tem de nos levar numa viagem, no conforto da sala escura, que pode, além de tudo, nos dizer algo sobre nós mesmos. E quando ?acordarmos? e levantarmos das cadeiras, talvez essas reflexões já façam parte dos nossos sonhos. E, talvez, esses sonhos iluminem um pouco mais a expectativa de um ano pela frente, não só para as nossas, mas para todas as famílias. E, talvez, então, a arte e a cultura ganhem um sentido especial. E, talvez, o ano também ganhe? Quem compra o ingresso?