O melhor do teatro infantil no Mês das Crianças

Chegou o dia 12 de outubro, e trouxe consigo a comemoração pela criança que existe em todos nós, e que envolve o mês inteiro, não por acaso também chamado de Mês das Crianças. Mesmo estando em época de eleições, entre um turno e outro, podemos aproveitar para exercer nosso lado lúdico, brincalhão, infantil, dando uma relaxada nesse entreato de nosso exercício essencial da cidadania! E dando uma caprichada na programação cultural para a criançada, até porque elas têm mais que é aproveitar mesmo, já que não têm que pensar em candidatos, partidos, e todas essas coisas de adultos.

Bisa Bia, Bisa Belbisel

Última chance para uma obra prima! Uma excelente pedida no teatro infantil é a montagem ?Bisa Bia, Bisa Bel?, premiado livro infanto-juvenil de Ana Maria Machado, que ganha os palcos cariocas, com direção de Joana Lebreiro. O livro é considerado um dos dez mais importantes livros infantis do Brasil, e a autora foi recentemente presidente da Academia Brasileira de Letras. A autora nos conduz pela história da menina Isabel que, no convívio imaginário com sua bisavó e sua bisneta, nos mostra o seu mundo: o lar, a escola, os amigos, as travessuras, e redescobre o passado, redimensiona seu futuro e aprende a conviver consigo mesma, no presente, unindo os três tempos! A peça, vencedora do edital nacional Eletrobras Furnas, fica apenas até o domingo do Dia das Crianças, e tem sessões duplas às 15 e 17h, no sábado (11) e no domingo (12) no Teatro Gláucio Gil em Copacabana!! Corre, pois está lotando!!

SambinhaSambinha-1-

Outra pedida no teatro que vem arrebatando elogios pelos palcos cariocas é a montagem premiada do espetáculo musical infantil ?Sambinha?, que reestreia no Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, com entrada franca, e fica até o dia 19, nos sábados e domingos às 18h. A peça, com direção de Sérgio Módena, e texto de Ana Velloso, seleciona 16 sambas de várias épocas e estilos, e consegue aproximar a criança e o adulto deste gênero musical que é um indiscutível ponto de nossa identidade cultural. O texto é inspirado nas letras dos próprios sambas encenados, entre eles os sucessos Do Telefone (Donga), Nó na Madeira (João Nogueira), Samba de Maria Luiza (Tom Jobim), Menino Brasileiro (Dona Ivone Lara), Samba Lelê (Cantiga popular), Feijoada Completa (Chico Buarque), Lua de São Jorge (Caetano Veloso), dentre outros. Uma mostra de qualidade e criatividade, que atinge aos pais também, que saem entoando os versos de sambas marcantes.

Os Saltimbancos TrapalhõesOs-Saltimbancos-trapalhões

Este não podia faltar! Para crianças e adultos, está em cartaz na Cidade das Artes, na Barra, uma montagem de peso: ?Os Saltimbancos Trapalhões? marca a estreia de Renato Aragão nos palcos, com a história adaptada do filme antológico que o quarteto Didi, Dedé, Mussum e Zacarias levou às telonas em 1981, com recorde de público! Agora nos palcos, pelas mãos dos craques em musicais Charles Möeller e Claudio Botelho, a peça conta com trilha sonora de Chico Buarque, e reúne novamente os parceiros Renato Aragão e Dedé Santana.  Além de Dedé, o elenco conta com o famoso bigodudo Sargento Pincel de ?Os Trapalhões? (Roberto Guilherme), além da filha de Renato, Lívian Aragão. A estreia de Didi na ribalta depois de quase 50 de carreira, do alto dos 79 anos de idade, está sendo em grande estilo. A superprodução tem em cena 35 pessoas em cena, ocupando o enorme palco que foi transformado num picadeiro. A peça acontece nos seguintes horários: sextas, 21h30; sábados, 20h; e domingos, 18h.