O mês da mulher em Niterói

No dia 08 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, mas a julgar pela programação cultural da cidade, a data será celebrada durante o mês inteiro, o que com certeza ajudará os que quiserem fazer alguma homenagem à esposa, namorada, amiga, filha, mãe, vizinha, sogra, enfim.. a alguém muito querido do sexo feminino. A programação envolvendo o tema da mulher pode ser visto em várias áreas: teatro, música, literatura, exposições, etc.

Na música, com o show ?Mulheres em Pixinguinha?, o trio Sheila Zagury (piano), Daniela Spilmann (sax e flauta) e Neti Szpilman (voz) homenageia o compositor e instrumentista apresentando sua música com uma visão totalmente feminina. A atmosfera do palco nos leva à casa do compositor, com lençóis que cobrem os objetos, como seu piano e a famosa cadeira de balanço, e serão desnudados. No roteiro uma música inédita, ?Valsa Triste?, e ainda os standards do compositor. O show fica no Teatro Municipal de Niterói nos dias 08 e 09 de março.

Também no Teatro Municipal de Niterói ocorre, no dia 09/03, às 19h, a ?Noite de Autógrafos ? Homenagem às Mulheres?. Autoras de Niterói autografam livros com temática feminina no mês das mulheres. Seis obras são apresentadas: Meninas de 30 (Roberta de Souza ? Ed. Muiraquitã); A Genealogia do Piano (Lícia Lucas ? Ed. Muiraquitã); Uma Aventura nas Lembranças da Cidade Sorriso (Maria da Conceição Vicente Almeida ? Ed Muiraquitã); Carmim (Lucília Dowslley ? Ed. Nitpress); Ângela e Antônio (Maria Helena Latini ? Ed. Nitpress) e Entrega ? A Essência da Mulher (Janaína Cunha ? Ed. Nitpress).

No Sesc Niterói acontece a exposição ?A origem da vida?, a partir de 08 de março, em homenagem à mulher.  A mostra busca discutir o papel feminino a partir da tela ?A origem do mundo?, feita em 1866, por Gustavo Courbet. O quadro é considerado um tabu da sexualidade até os dias de hoje. As obras da exposição compõem o imaginário feminino, seus desejos e anseios. O desejo de poder, de liberdade, de viver, a emoção e a controvérsia feminina, mulheres alegres, mulheres que choram. As grafiteiras Lya Alves, Ap Stelling, Enjoy e Aila são algumas das artistas contemporâneas que farão parte da exposição.

No teatro, a partir de 29 de março, no Teatro Municipal de Niterói, volta à cidade a peça ?Parem de Falar Mal da Rotina?. Longe de ser um espetáculo convencional a peça é um modo de vida, uma visão de existência narrada por Elisa Lucinda, atriz, roteirista e diretora teatral que expressa sua inquietude na busca interminável da liberdade de vida plena, sem os cárceres que cada um acaba impondo a si mesmo. Tendo estreado em 2005, a peça já contabiliza mais de 700 mil espectadores, no Brasil e no mundo.

E no Teatro infantil, só para lembrar às mamães e filhas de plantão, ?A Bela e a Fera? fica em cartaz até 10 de março no Teatro Abel; e no Teatro Municipal de Niterói a Cia. Crias da Casa traz o espetáculo ?Três Marias?, que começa em 09 de março, com os atores Gabriel Naegele, Leonam Thurler, os irmãos David Lucas (o ?Orelha? de Malhação) e Aline Peixoto (viveu a ?Márcia?, na novela Morde & Assopra), que estão em cena ao lado da mãe, Denise Peixoto.

Bom, para àqueles que estão buscando alguma programação para levar as homenageadas do mês, aí vão algumas dicas. E nunca é demais lembrar que uma flor é sempre bem vinda!