O monstro do perfeccionismo

perfeccionismo Você sente que o que você realiza nunca é bom o suficiente? Você sente que deve dar o máximo de si em tudo  que você faz ou se sentirá inferior ou incapaz?? Se este for o seu caso, mais do que estar trabalhando para o  seu sucesso, você pode estar tentando ser perfeito. O perfeccionismo é uma  tendência exagerada para atingir a perfeição na realização de algo (Dic. Aurelio).  É um jogo de pensamentos e de comportamentos que nos levam a acreditar que por mais que nos esforcemos estaremos sempre fazendo muito pouco, tendo em vista nossos objetivos  não realistas e excessivamente elevados. A maioria dos perfeccionistas, aprenderam cedo na vida que as pessoas  sempre a avaliariam pelo quanto realizassem ou conseguissem, e passam a avaliar-se somente na base da aprovação das outras pessoas. Assim sua auto-estima na maioria das vezes é baseada primeiro em padrões externos, o que pode deixá-los vulneráveis e excessivamente sensíveis às opiniões e as criticas dos outros.   Como forma de proteção, decidem serem perfeitos, e isto frequentemente é visto equivocadamente em nossa sociedade como desejável ou mesmo necessário para o sucesso. Perfeccionista O desejo de ser  perfeito pode transmitir  um sentimento interno de satisfação pessoal, mas ao mesmo tempo pode realizar exatamente o oposto, e fazer com que apareça um grande sentimento de culpa, insatisfação, incompetência, frustração, ansiedade e angustia caso não consiga certas realizações. O perfeccionista tem medo de errar, medo de ser desaprovado,  medo de ser criticado, e principalmente medo de não ser aceito pelas outras pessoas, caso eles não consigam realizar suas tarefas com perfeição. Perfeccionista1 Para o perfeccionista o sucesso dos outros vem sempre mais fácil, sem muito esforço, quando ao mesmo tempo colocam o máximo de esforços e ainda assim não conseguem os resultados desejados. O perfeccionista utiliza-se de critérios muito rigorosos consigo mesmo, e muitas vezes tenta exigir dos que estão a sua volta  os mesmos critérios e rigor, o que torna em geral os seus relacionamentos muito difíceis e conflituosos. O primeiro passo para se libertar do perfeccionismo é reconhecer que a perfeição é uma ilusão inatingível, que quando perseguida a qualquer custo, se transforma em um monstro que destrói a auto estima, os relacionamentos, e a paz, resultando em uma grande insatisfação pessoal que pode levar a ansiedade, ao stress e a depressão. Não é de um dia para o outro que o perfeccionista consegue mudar sua conduta, mas um pouco a cada dia. Aprendendo a priorizar suas tarefas, sem se preocupar em fazer tudo de um modo extremamente perfeito, sem se preocupar tanto com a opinião dos outros, mas fazendo da maneira que for possível, assim poderá aprender a viver de uma maneira completa. Muitas vezes é necessário recorrer a uma ajudinha extra neste processo de mudança de comportamento, e uma ferramenta eficaz neste processo é o trabalho do Coaching que viabiliza o processo de auto conhecimento,  identificando os critérios e padrões que levam ao perfeccionismo, e através do conhecimento, ajuda a promover as mudanças necessárias em busca do equilíbrio e harmonização, promovendo uma grande melhoria na qualidade de vida.  O melhor momento para começar este processo de autoconhecimento é aquele em que decidirmos que chegou a hora de melhorar nossa qualidade de vida.  *
*