Objetos e Sua História - Óculos Ray-Ban Aviator

Como isto foi criado? Para que? Como evoluiu?  Vários objetos em nosso dia a dia que, apesar de simples e uso comum possuem uma história bastante interessante. Alguns foram inventados de forma acidental, outros para usos bastante diferentes dos atuais, etc. A história do design de alguns destes objetos foram o assunto do artigo “19 Iconic Everyday  Objects and their Amazing Design Stories“ no site Learnist, o qual inspirou esta pequena série com os fatos curiosos do objetos mais conhecidos. Como e quando surgiu o famoso óculos de sol Ray-Ban Aviator? E isto que vamos ver neste artigo:

Óculos de Sol - "Ray-Ban Aviator"Óculos de Sol – “Ray-Ban Aviator”

A história do Ray-Ban Aviator remonta à década de 1920, quando os novos aviões permitiram voos mais altos e mais longe. Muitos pilotos do Serviço Aéreo do Exército dos EUA relatavam que o brilho do sol lhes davam dores de cabeça e enjoos pela altitude. Em 1929, o tenente-general John MacCready da Divisão Aérea do Exército dos USA solicitou a Bausch & Lomb, fabricante de equipamentos médicos, para criar óculos de aviação que reduzissem as dores de cabeça e náuseas sentidas pelos pilotos, que eram causadas pelo intenso azul e tonalidades brancas do céu. O protótipo, criado em 1936 e conhecido como “anti-brilho ‘, teve molduras de plástico e lentes verdes que poderiam cortar o brilho sem obscurecer a visão. Os óculos de sol foram remodelados com uma estrutura metálica no ano seguinte e rebatizados como o Ray-Ban Aviator .

Em 7 de maio de 1937, Bausch & Lomb tirou a patente, e o ícone Aviator nasceu oficialmente.

Óculos de Sol - "Ray-Ban Aviator"Óculos de Sol – “Ray-Ban Aviator”

Em 1939, Ray-Ban lançou uma nova versão do modelo Aviator chamado de Outdoorsman (homem que gosta de atividades ao ar livre). Ele foi projetado para grupos específicos, como os entusiastas da caça, tiro e pesca, e contou com uma barra superior chamado “sweat bar” (literalmente barra do suor), que foi projetada para capturar o suor caia nos olhos. Eles também introduziram peças de acabamento nas têmporas para distinguí-lo do aviador padrão. Alguns anos mais tarde, na década de 1940, as lentes Gradiente foram introduzidas. Estas eram lentes espelhadas que contaram com um revestimento especial na parte superior da lente para proteção reforçada, mas uma lente inferior sem revestimento para uma visão clara do painel de instrumentos do avião.

Em 1952, Ray-Ban criou um outro estilo clássico, o modelo Ray-Ban Wayfarer, desta vez com molduras de plástico. Eles logo se tornaram popular em Hollywood, e podem ser visto no filme “Rebelde sem Causa” com James Dean, em 1955. As lentes verdes e cinza G15 (agora padrão) foram introduzidas um ano após o Ray-Ban Wayfarer, em 1953.

Em 1965, o Oliímpico I e II foram introduzidos; eles se tornaram populares quando Peter Fonda os usou no filme Easy Rider de 1969. Em 1968, Ray-Ban lançou o Balorama, que era mais conhecido como óculos de Harry Callahan clássico personagem de Clint Eastwood no filme de 1973, Magnum Force.

A marca manteve-se popular durante os anos 60 e 70, e ganhou bastante notoriedade na década de 1980 com participações especiais nos filmes The Blues Brothers (1980), Negócio Arriscado (1983) e Top Gun (1986), este último um sucesso mundial com Tom Cruise .