OVOS E O MITO DO COLESTEROL - Laura e Luiza Piatti

Lendo o blog do Dr. Victor Sorrentino, o seguinte trecho nos chamou bastante atenção e gerou interesse em pesquisarmos mais informações sobre o assunto para dividirmos com vocês:

 ‘’Para que percam o medo, saibam que a Universidade de Harvard realizou um estudo onde estudantes de medicina ingeriram 25 ovos por dia durante 3 meses.  Querem saber o resultado? O colesterol baixou…’’.

56<em>197</em>conteudo_p

Se você só come a clara do ovo, pode ficar mais tranquilo para mudar esse hábito. Estudos mostram que o ovo inteiro é um dos mais consistentes alimentos com que podemos contar para tornar nossa dieta mais saudável. Décadas atrás, alguém decidiu que o colesterol dos ovos, encontrado principalmente em sua gema, contribuía para o desenvolvimento de uma série doenças cardíacas e para o aumento da obesidade. Essa pessoa errou feio.

O pior disso tudo é que esta crença fez com que as pessoas começassem a limitar o consumo deste super alimento. E quem perdeu com isso foi a saúde desses indivíduos. A gordura de ovos, ao contrário do que ainda dizem por aí, é do tipo bom e previne uma série de complicações em todo o organismo.

O ovo é uma das melhores criações da natureza e, apesar da preocupação com o alto teor de colesterol e a possível contaminação por salmonela, o ovo continua sendo uma fonte de alimentação popular e econômica. Qualquer risco de contaminação pela bactéria da salmonela é eliminado pelo cozimento e, felizmente, o valor nutricional continua inalterado pelo calor. E, para a Sociedade Brasileira de Cardiologia, é improvável que o consumo de um ovo por dia tenha efeito nocivo sobre os níveis de colesterol no sangue de pessoas que tenham esses níveis normais, desde que a quantidade de gordura saturada na alimentação permaneça baixa.

É verdade que os ovos contêm muito colesterol, mas é a quantidade de gordura saturada na comida – não a quantidade de colesterol – que tem o maior impacto no aumento dos níveis de colesterol no sangue e, portanto, num maior risco de infarto do miocárdio ou de acidente vascular cerebral (AVC). Um ovo de tamanho médio pode conter aproximadamente 12 vezes mais colesterol do que 25 g de queijo cheddar. Entretanto, o queijo é mais capaz de aumentar o colesterol no seu sangue, pois contém quase sete vezes mais gordura saturada do que o ovo.

Os ovos são um nutriente poderoso. Como outras proteínas animais, as fornecidas pelo ovo contem todos os aminoáciodos essênciais. Um ovo de 70 calorias oferece: proteínas, vitaminas do complexo B, vitaminas A e D, zinco e ferro.

Dez razões para ingerir ovos inteiros (até porque é na gema que estão os principais nutrientes):

  1.  Diminui os níveis de insulina;
  2. Considerado o segundo alimento mais completo do mundo;
  3. Aumenta o hormônio mais abundante do corpo humano, a adiponectina que, entre outras funções, emagrece;
  4. A clara ingerida isolada confere 17% de absorção protéica;
  5. Clara e gema juntas conferem absorção de 48% de proteínas;
  6. Um ovo inteiro fornece cerca de 20% da necessidade diária de proteína de uma pessoa;
  7. A gema é rica em colina, uma substância muito benéfica para o cérebro, agindo principalmente na memória;
  8. A gema é rica em lecitina, que melhora o perfil do colesterol;
  9. A gema é rica em zeaxantina e luteína, essenciais para a prevenção de doenças degenerativas dos olhos;
  10. Riquíssimo em nutrientes: 20 aminoácidos, 14 minerais e 12 vitaminas.

E aí? Mesmo com todas essas informações você ainda vai deixar a gema de lado??

ovo-liberado

http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/12125-consumir-ovos-e-benefico-a-saude

http://drvictorsorrentino.com.br/ovo-nunca-mais-tenha-duvidas-sobre-este-alimento/

Alimentos Saudáveis Alimentos Perigosos (Guia prático para uma alimentação rica e saudável)

http://www.selecoes.com.br/o-ovo-da-a-volta-por-cima#sthash.A0WUWrpa.dpuf