Paixão... sem graça!

patrícia-moreira-torcedora-gremio-aranha_3Olá galera! Tudo bem com vocês? Pensei em diversos temas para o post de hoje, mas estou incomodado mesmo com alguns fatores que, sinceramente, deixam o esporte de paixão nacional, o Futebol, cada dia mais sem graça.

Acompanho diariamente tudo que rola no mundo da bola, lendo sobre todas as notícias, e nos últimos dias, ou melhor, meses, a emoção de ver a rede balançando vem sendo deixada de lado, por assuntos nada interessantes: brigas entre jogadores, confronto entre torcidas, atos de racismo e, NINGUÉM toma qualquer tipo de providência para resolver isso. Até quando?!

Nenhum jogador pode dar uma “pedalada”, fazer uma “embaixadinha” ou postar qualquer coisa em uma rede social sobre a vitória do seu time, porque todos tratam isso como um desrespeito ao adversário. Ahhhh faça-me um favor né?! Tanta coisa mais importante pra se preocupar, mas não, no futebol de hoje tudo é motivo de briga, intriga ou punição.

E o que falar dos tribunais? Clubes são punidos e “dois minutos depois”, a pena acaba, ou é minimizada, como no caso Petros do Corinthians, mediante ao esbarrão no juiz (de seis meses; redução para quatro jogos). Ou a penalidade se torna extrema (Grêmio excluído da Copa de Brasil), devido ofensas racistas de alguns de seus torcedores contra o goleiro Aranha do Santos.

Penso que, se uma punição é dada a algum clube, sem discutir aqui se foi justa ou não, a mesma deveria ser mantida; sem essa de alguém entrar com um recurso, depois outro recurso e modificar totalmente o assunto.

Agora, entrando no caso do goleiro Aranha, sinceramente, me posiciono totalmente contrário à decisão do Tribunal Superior Desportivo, em excluir o Clube da competição. É inadmissível uma instituição ser culpada pelos erros de seus torcedores, sendo impossível controlar a paixão e a euforia de milhares dentro de um Estádio, principalmente, assistindo uma partida decisiva.

Concordo que os torcedores, esses sim, devem ser punidos, mas coloco para vocês, caros leitores, mais um adendo, achando um absurdo o que estão fazendo com a torcedora Patrícia Moreira da Silva (flagrada chamando o Goleiro Aranha de ‘macaco’). Estão tratando a moça como se fosse um “bicho”, o que é um exagero. A mídia, de forma geral, parece querer colocar em nossa mente, que a torcedora é a única pessoa, que até hoje no Brasil, cometeu atos ofensivos e racistas.

Espero que a justiça resolva essa situação, e que todos (pois, não foi apenas ela que xingou) paguem por seus atos, mas não da maneira que estão tratando esse caso, afinal somos todos seres humanos, e erramos.

Sou totalmente contra atos racistas, que isso fique bem claro! Mas todo e qualquer tipo de assunto sendo ele infringindo a lei, deve ser tratado de forma humana e não desigual como todos querem fazer agora.

Galera, no Futebol de hoje, além de torcer pelo nosso time de coração, ainda precisamos torcer pela diminuição de todas essas barbaridades que cercam as quatro linhas, e o grito de gol, momento mágico do futebol, a cada dia se torna mais sem graça. A situação é séria!

Valeu, abraço!