Review - Far Cry 4

Por The Malki
* Via faqsgames.com.br*

Seja bem vindo à Kyrat!

Far-Cry-4

Eu poderia ser leviano e dizer apenas que Far Cry 4 não passa de um upgrade de seu antecessor. Mas, mesmo que não haja muitas novidades no novo título da Ubisoft, é no mínimo injusto não atribuir o mérito de uma bela evolução tanto em suas mecânicas como na sua narrativa. Quando escrevi sobre Far Cry 3, apontei que não havia de fato inovação no título, mas sim uma belíssima coordenação de elementos de sucesso já apresentados em outros jogos. Essa característica se mantém no seu sucessor, com o acréscimo de algumas mecânicas novas e uma completa renovação da narrativa, incluindo novos personagens como o icônico vilão Pagan Min.

Dessa vez você não será um turista mauricinho tentando resgatar seus amigos, mas sim Ajay Gale, descendente do fundador da resistência armada que luta contra o exército opressor de um governo déspota. Como antes, você terá de desbloquear torres, liberar postos avançados, caçar animais selvagens, libertar reféns e uma infinidade de outras ações, tudo dentro de um mapa gigantesco no melhor estilo mundo aberto e com um cenário de encher os olhos. Existem algumas mecânicas novas, que poderiam passar apenas por perfumarias, mas acabam mudando um pouco a forma de jogar, permitindo novas estratégias e meios de explorar Kyrat. Exemplo disso é o arpéu, ferramenta que possibilita escalar paredões rochosos, viabilizando uma exploração vertical não vista antes. Também é possível montar em elefantes, um ótimo recurso para enfrentar grandes grupos de soldados inimigos, funcionando como um verdadeiro tanque de guerra animal. Por fim, existem os giroscópios, mini-helicópteros muito divertidos de serem usados, que agilizam a movimentação pelo mapa e criam novas possibilidades estratégicas, especialmente quando estiver jogando cooperativamente.

Essa, aliás, é a grande novidade em Far Cry 4. Agora você e mais três amigos podem jogar cooperativamente no modo história. Mesmo que não tenha companhia pra jogatina, é possível iniciar o jogo online e deixar sua partida disponível para que outros jogadores entrem nela. Essa é uma boa forma de tornar o desafio de algumas missões mais palatável. Mas não se preocupe se você estiver jogando solo. Existem diversos objetivos secundários que contribuem pra facilitar as coisas nessas missões mais cabeludas. As atividades secundárias, aliás, têm uma boa diversidade e tornam o jogo mais rico e divertido. Vai ser comum também se deparar com embates entre os soldados de Pagan Min e os rebeldes do Caminho Dourado. Intervir nessas situações rende pontos de carma, que quando acumulados permitem baratear o custo de itens e armas. Completando o pacote de novidades está a possibilidade de convocar mercenários, um reforço armado que pode fazer a diferença nos momentos mais conturbados.

De modo geral, Far Cry 4 é mais do mesmo, mesmo! Mas quando esse “mesmo” tem um nível de excelência que lhe garantiu o título de melhor shooter do ano, a qualidade da diversão entregue é inquestionável. Com a história e cenário renovados, além da jogabilidade aprimorada e gráficos lindos, não dá pra dizer que o jogo seja um simples repeteco. Se como eu você se divertiu horrores com Far Cry 3, pode confiar que não será diferente com seu sucessor.

Quer saber aonde encontrar o Far Cry 4? Clique aqui e garanta o seu!