Review - Sunset Overdrive

Por Makinelo
Via Faqsgames.com.br

Jogatina frenética? – ?

Humor negro? - ?

Palavrões e ultra-violência? - ?

Citações de Breaking Bad e vários outros filmes e séries? - ?

Legiões de infectados por um drink energético? - ?

Uma grande corporação por trás de tudo isso? - ?

Pois é, amigos… Bem-vindos ao melhor jogo da atual geração.

 solowres

Confesso que quando li sobre Sunset Overdrive pela primeira vez, não fiquei muito empolgado. Afinal, essa temática de hordas-de-infectados-que-tomam-a-cidade parece um tema já explorado a exaustão. Sem contar que, por aqui, pouco se falava sobre o título, uma vez que o foco está em grandes franquias que têm lançamentos nessa mesma época como Assassin’s Creed, Call of Duty ou Halo. (Já abordamos a aposta das produtoras em franquias garantidas e a ausência de inovações em um FalaFaqs, lembra?)

Pois bem, regado de desconfianças iniciou o meu teste… Que era pra ser breve… E, quando menos percebi, estava jogando há 6 horas.

Sunset Overdrive junta vários elementos interessantes, vistos em outros jogos, para criar um universo novo. O tema de hordas de infectados parece batido? É mesmo, e o jogo satiriza isso a todo momento – seu personagem não quer salvar o mundo ou se importa com quem está ao redor, tudo que ele quer é fugir da cidade e que o resto se exploda. Nada é levado a sério, o que propicia risadas a todos os instantes e faz a jogatina ser leve.

Um dos pontos mais fortes, em minha opinião, é sua jogabilidade. Os comandos são muito simples – na maior parte do tempo você está apertando botao<em>a, Botão X recortado ou botao</em>b -  e só com isso está andando em paredes, deslizando em corrimãos, fazendo tirolesas em fios de alta tensão, ou batendo com um pé de cabra em legiões de infectados. Realizando essas manobras, você cria combos que aumentam seu nível de estilo, o que desbloqueia recursos especiais para seu personagem. A curva de aprendizagem não é acentuada, e quando menos percebe, já encontrou um jeito de jogar que melhor se adequa a você.

Não existe uma fórmula mágica ou um jeito melhor de enfrentar o jogo, tudo depende do tipo de jogador. Por exemplo,  durante as missões em que são cozinhados os AMPs (uma espécie de upgrade para o personagem) em seus fortes, você tem que enfrentar ondas de inimigos que invadem por todos os lados durante intermináveis minutos. Infectados chegam ensandecidos em uma frequência absurda, o que força o jogador a buscar sua melhor arma. Eu, por não ser o mais hábil no controle, apelo para armadilhas espalhadas por todos os cantos, armas que disparam ácido automaticamente e drones com metralhadoras, assim, me dando o tempo necessário pra enfrentar os inimigos mais casca grossas. Com certeza, jogadores como o Megafos, que tem um perfil completamente diferente, apelariam pra suas habilidades individuais, com combos expressivos.  O jogo atende tanto aos jogadores recreativos quanto aos hardcores – a esses últimos, existem challenges dificílimos espalhados pela cidade.

Sunset Overdrive é, para mim, o melhor jogo da nova geração até agora. Uma grata surpresa.