Sete pecados capitais

No século VI, o papa Gregório Magno instituiu os sete pecados capitais que, segundo o catolicismo, ferem a Deus, ao indivíduo e ao próximo. Isso já rendeu filme, novela, coleção de livros? E agora vai render uma crônica. Hoje em dia os pecados capitais continuam por aí, mas são encarados de uma maneira mais light. Que tal uma reflexão de como eles se manifestam no nosso dia a dia, na maneira como lidamos com nós mesmas e com os outros?

  1. Gula ? A gula tem reflexo direto na balança. É o que faz você ganhar quilos e quilos a mais, quando não consegue ficar sem a sobremesa, comer um doce ou se entupir de chocolate. A gula é sua inimiga do primeiro ao último dia da sua dieta. Aliás, do primeiro ao último dia da sua vida! Geralmente se manifesta quando atingimos altos níveis de ansiedade e resolvemos descontar tudo na comida. Será que vale a pena?

  2. Avareza ? Atire a primeira pedra a mulher que nunca pechinchou ou fez ótimas compras em uma liquidação. Ou ainda que consegue resistir bravamente aos sites de compras coletivas. Ok, eu entendo você. Afinal, dinheiro não cresce em árvore. A avareza no mundo moderno pode ser perdoável, desde que isso não signifique que você vai deixar de colaborar com uma causa relevante só porque quer comprar um novo par de sapatos. Pense bem!

  3. Inveja ? As mulheres são dominadas por um constante sentimento de inveja. As que têm cabelo liso, gostariam que ele fosse um pouco mais ondulado. As que têm cabelo crespo matariam por uma genética que dispensasse a escova progressiva e a chapinha. As muito altas querem ser mais baixas. As mais baixas querem ser mais altas. As magrelas, mais cheinhas. As cheinhas, mais magras. E daí sentem aquela pontinha de inveja da amiga ou da moça que está na frente delas na fila do supermercado. A verdade é que a gente tem de ser feliz do jeito que é. Isso sim, é invejável.

  4. Ira ? Ira, nos dias de hoje, pode ser traduzido por três outras letrinhas. TPM. Sim, a tensão pré-menstrual que é capaz de transformar qualquer anjo em monstro. Em alguns países, TPM é considerada insanidade temporária e já livrou muitas mulheres da cadeia. Já é possível, entretanto, se libertar da ditadura hormonal que pode transformar a sua vida (e a de outras pessoas) em um inferno. Procure um médico.

  5. Soberba ? A soberba nada mais é do que a falta de humildade. São aquelas pessoas que, de tão metidas, afastam todo mundo. Porque é impossível viver com alguém que só se preocupe com si mesmo, incapaz de perceber que há 6 bilhões de pessoas no planeta. Que tal procurar um trabalho voluntário e passar a ouvir mais e falar menos?

  6. Luxúria ? Nos dias de hoje, parece que tudo gira em torno do sexo. Se por um lado eu sou a favor da liberdade (abaixo o preconceito!), também sou contra a banalização. Se o mundo está certo quando diz que ?sexo é poder?, então lembremos que todo grande poder traz também uma grande responsabilidade (já diria o tio do Homem-Aranha). Então, sejamos responsáveis, por favor.

  7. Preguiça ? Só mais 5 minutinhos! Quer frase melhor para traduzir a preguiça nos dias de hoje? Bem, ao meu ver, a preguiça é perdoável em alguns casos, especialmente quando se está cansada demais. Afinal, quantas mulheres por aí não enfrentam jornadas duplas, até mesmo triplas, de trabalho? Só não podemos ter preguiça de sermos felizes.

Bem, eu já sei quais são os meus pecados. E você, já sabe quais são os seus?

Amanda de Almeida