Sobre consumir bem, com qualidade e eficiência

Oi gente! Primeiramente deixa eu me apresentar né? Sou a Carol Coelho, consultora de estilo, blogueira e agora nova colunista aqui do Elefante Verde Santo André! Vou falar com vocês sobre moda, estilo (coisas diferentes), lifestyle, dicas de beleza e todas essas coisas do universo feminino! Espero que gostem! Vamos lá?

Não é de hoje que eu vejo a mulherada por aí comprando alucinadamente. A internet nos deu a oportunidade de conhecer o guia e tudo o que acontece no mundo de forma fácil e imediata, isso tornou-se uma necessidade que de alguma forma convergiu para o consumo exagerado e desenfreado, no caso, de moda.

Nos últimos anos a gente viu dezenas de coleções especiais serem lançadas em forma de parceria entre grandes nomes da moda e redes de fast-fashion. Esse movimento fez com que muitas pessoas passassem a consumir sistematicamente a cada novo lançamento. O que me pergunto é: Por que você compra?

isla<em>fisher</em>in<em>confessions</em>of<em>a</em>shopaholic<em>wallpaper</em>2_800

Essa semana eu estive em um lançamento onde a maioria das pessoas dizia que as peças não estavam tão bonitas, a estampa era muito marcante e outros comentários do gênero. Mas ainda assim, dezenas delas se espremiam nos provadores, desesperadas por levar pra casa uma roupa assinada porém com precinho camarada. Justo. Mas a bem da verdade é que eu acabei observando um movimento mecânico demais e sem sentido nesse desespero pela compra.

”Moda é oferta, estilo é escolha” (e essa frase não é minha, é da Gloria Kalil). A gente pode muito bem andar “na moda” e ainda assim não ser escrava das tendências e nem do cartão de crédito! Um guarda-roupa cheio de roupa que não funcionam entre si ou que tem data de validade e no mês seguinte são “out fashion “ não adianta muita coisa na vida real.

88a9abd0096f378c2e0a11e9a6f4f4bb

Eu acho super bacana esse movimento todo de termos mais informação de moda, mas acho que acima de tudo temos que aprender a colocar a moda nosso favor e fazer a roupa trabalhar em prol de um corpo, uma pessoa, uma personalidade. E não o contrário.

Querem uma dica? (dica de consultora de estilo e não de amiga, porque amiga manda a gente comprar! Hehehe): Da próxima vez que quiser comprar uma roupa, pense se ela combina com pelo menos 3 peças que você já tenha em casa. Se a resposta for sim, então ela até pode te fazer companhia, se a resposta for não, melhor deixa-la ali na prateleira mesmo, porque na sua casa ela não teria muita função.

Mais do que consumir moda, vamos consumir estilo, personalidade, de forma consciente e eficiente.