Somente para seus olhos – e ouvidos.

007, a série de filmes iniciada com o Satânico Dr. No, de 1962, já teve vários atores icônicos vivendo o imortal (mesmo) agente James Bond desde a primeira aparição de Sean Connery. É natural, então, que se discuta sempre qual foi o melhor deles. Mas pouco se fala de quem fez a melhor música-tema. E note que grandes nomes como Carly Simon, Paul McCartney, Tina Turner e Madonna já entoaram as canções que rolam enquanto os créditos iniciais aparecem na telona, em meio a mulheres espetaculares nuas em balés lentos, quase em câmera lenta.

A disputa é difícil. Até surreal, pois os produtores, mais de uma vez, já demonstraram não entender nada de música. Mas não precisa: basta contratar quem saiba, como é o caso do compositor das trilhas originais, John Barry. Quando Paul McCartney apresentou Live and Let Die, com produção de George Martin e quase um som feito pelos Beatles de tão bom, um dos produtores perguntou quem iria cantar. Achou que era uma demo, e que Paul não ficaria com a tarefa, deixando algum “profissional” fazê-lo, estava pensando em Shirley Bassey..

Mesmo assim, mostrando que o dinheiro pode comprar o talento que quiser, temos Nobody Does it Better, de Carly Simon para O Espião Que me Amava, We Have all the Time in the World, defendida por Louis Armstrong em A Serviço de Sua Majestade, além da já citada música de Paul. Sem contar as belas All Time High, de Rita Coolidge e For Your Eyes Only, de Sheena Easton, em um patamar inferior.
Escolha, cada um tem a sua. Critérios, também. Por isso, empataria no alto do pódio dois ingleses, como Bond. Paul McCartney levaria sua fantástica Live and Let Die, e Adele a sua Skyfall. Com um detalhe: no desempate, Adele leva vantagem, pois seu filme é melhor.

O último 007 trouxe de volta a magia que andava distante das aventuras de Bond desde a época de Roger Moore. Daniel Craig deu sorte: os roteiros melhoraram bastante desde que ele assumiu a persona do agente secreto mais importante das telas de cinema em todos os tempos. Skyfall tem uma direção atenta de Sam Mendes, belas bondgirls, uma atuação impactante de Javier Bardem e um roteiro muito bem costurado, com belas paisagens e grandes cenas de ação. Resta esperar Spectre, já em produção. Quem ficará responsável pela música-tema ainda não se sabe, mas a tarefa de superar Adele é árdua.