Sua empresa no Facebook

*facebook-shutterstock_59224768
*

O Facebook *atualmente é a maior rede social no Brasil. Segundo pesquisas, existe mais de 89 milhões de *usuários brasileiros, algo como oito em cada dez internautas do país estão lá. Se milhões de brasileiros estão no Facebook, sua empresa também deve estar, não é mesmo? Sim, e da forma correta!

Várias empresas usam perfis como forma de estar no Facebook. Mas sabia que está errado? O correto seria a empresa ter uma* fan page*. Com isso, citamos 6 tópicos que você deve saber sobre sua empresa ter uma fan page no Facebook.

1. Termos do Próprio Facebook

Segundo os termos de serviço do Facebook que você assinou ao criar o perfil: ?Você não usará sua linha do tempo pessoal para seu próprio ganho comercial. Para tais fins, use as Páginas do Facebook?. Então se sua empresa tem um perfil no Facebook, está contrariando os Termos e pode ter o perfil excluído a qualquer momento sem aviso prévio. Agora imagina você investir num perfil e do nada você perder tudo que conquistou?

2. Limite de Amigos

Uma grande diferença entre o perfil e fan page é a forma de se ter amigos/fãs. Se no perfil você pode enviar solicitação de amizade para vários usuários, na fan page você tem que aguardar aquele usuário curtir a sua página. Isso acaba valendo mais pois enquanto no perfil você só pode ter 5.000 amigos, a fan page tem um número ilimitado de fãs curtindo.

3. Amigo x Fã

É mais fácil um usuário curtir a* fan page* da sua empresa do que ser amigo pois quando a empresa solicita uma amizade para um usuário, todos os posts da empresa irão aparecer no Feed de Notícias daquele usuário e todos os posts dele irão aparecer no* feed* da empresa. Quando um usuário curte a página, os posts da empresa irão aparecer para ele e o que o usuário postar não aparece no Facebook da empresa, sendo melhor para alguns usuários que não gostam de compartilhar seus posts com fotos e vídeos pessoais com um ?desconhecido? por trás do perfil da empresa.

4. Customização da Fan Page

A customização da página é outra grande diferença. Na fan page é possível colocar fotos, vídeos, eventos, endereço (com direito a mapa com a localização da empresa), telefone e ainda criar abas personalizadas com funcionalidades diversas.

5. Análise de Dados

O Facebook disponibiliza acesso a relatórios da sua fan page.* Dados de idade e gênero dos fãs, quantas pessoas visitaram e curtiram a página, quais posts foram os mais comentados e compartilhados, quais fotos e vídeos foram os mais vistos, média de fãs que estão online por horário, *entre outros dados estão disponíveis para serem estudados e avaliados.

6. Anúncios e Posts Impulsionados

Somente 2% das pessoas que curtem a sua* fan page* vê tudo que é postado. Isso acontece para que você pague uma quantia ao Facebook para ter um alcance maior daquele post, isso se chama de* Post Impulsionado. Também é possível criar *Anúncios que aparecem no feed de notícias do público alvo. Ambos pagando ao Facebook. O ponto positivo dos anúncios e posts impulsionados é a opção de escolher o público que aquela mensagem terá um alcance maior. Você seleciona dados como* localização, gênero, idade e interesses em comum, fazendo com que o seu post e seu anúncio tenha um alcance e impacto maior em possíveis novos *clientes para a empresa.

*     Com a *fan page a empresa ganha maior visibilidade, ajudando a ser reconhecida. Mas ela não deve focar somente no Facebook. É indispensável nos dias de hoje a empresa ter um site próprio pois é lá onde deve conter todas as informações como o tipo de produto ou serviço que a empresa oferece, links, fotos, vídeos, notícias e outras coisas, deixando um área mais informativa enquanto o* Facebook* atende o lado mais social da empresa, dos relacionamentos com o público.