Um interior cada vez mais sem limites

GLOBO TERRESTRE

Por Fernando Pacheco

Foi-se o tempo em que o consumidor do interior ficava refém às ofertas que contava apenas em sua cidade. E este perfil se refere tanto a produtos quanto a serviços. Ter limitações em relações a bares, compras e restaurantes é algo que faz parte de um passado não tão distante. O acesso aos automóveis, que permite deslocamentos facilitados, a ascensão das compras pela internet e o perfil mais agitado e inquieto da nova geração contribuem, e muito, para este fator.

Mas já que o consumidor mudou, será que os empresários também acompanharam esta mudança? Com tanta opção, setores como o comércio precisam se adaptar rapidamente a este cenário, oferecendo serviços de extrema qualidade e experiência positiva ao consumidor. Nesta modalidade, por exemplo, as compras online representam um poderoso concorrente, que capricha em rapidez e opções customizadas. Para tentar driblar esta situação, as lojas físicas precisam criar mecanismos diferenciados de relacionamento e uma fidelização que realmente tratem o cliente como um ativo fundamental para a empresa.

Nos serviços, a situação não é diferente. Profissionais liberais, advogados, artesão, designers e até bares e restaurantes precisam entender que o limite geográfico de atuação mudou e que os concorrentes estão sempre ?na área?. Os negócios de entretenimento, principalmente, necessitam de um atendimento acima da média, valorizando a presença do cliente e oferecendo algo satisfatório para que sua saída seja positiva.

Apesar dessas ameaças de mercado, para quem enxerga o copo ?meio cheio?, há um fator de ânimo para os bons empresários. Com uma gestão eficiente e foco no cliente, é possível criar novos mercados, aproveitando este novo perfil geográfico. Um bar de Ponte Nova, por exemplo, pode receber consumidores de munícipios vizinhos com enorme frequência, e é preciso oferecer condições para que valha o deslocamento e eles se tornem fiéis.

Neste ponto, é preciso investir fortemente em treinamento e em salários compatíveis para funcionários e profissionais freelancers. Cordialidade, capacidade de comunicação e foco no cliente são pontos fundamentais para um sucesso no negócio. E isso, caros, precisa partir do empreendedor, que dita o tom dos rumos a seguir.

Um abraço e até a próxima.