Vinhos Cozidos

A Ilha da Madeira foi descoberta no século XV por D. Henrique, o Navegador, que também foi o responsável pelo plantio das primeiras cepas de Malvasia da região. 




 


Seu solo é rico em materiais vulcânicos e em compostos calcários.


Suas montanhas, cercadas de nuvens permanentes, atingem níveis próximos a 2 mil metros e regam as terras baixas com água que corre através de uma série de canais construídos no século XVI, chamados de ”levadas”.


O império britânico foi de grande importância na divulgação do vinho desta região.  Uma das historias que cercam o vinha da Madeira conta que o duque Clarence, prisioneiro da Torre de Londres e condenado à morte por conspirar contra o irmão Henrique IV, pediu para ser afogado em um tonel cheio de vinho da ilha como ultimo desejo.


Pela localização geográfica, a ilha conta com um clima benigno para a parreira, sem temperatura extremas no inverno ou no verão  Dado seu revelo montanhoso, na maioria dos casos empregam-se vinhedos dispostos em ”terraços”, embora alguns ocupem pequenos terrenos compartilhados com bananeiras-


Vinho fortificado como o do Porto mas de elaboração diferente. A aguardente vínica pode ser acrescentada durante ou apos a fermentaçao, e quanto mais tarde isso acontecer mais seca sera a bebida resultante.


Outra particularidade é que, depois de pronto, o vinho passa por um processo de estufagem. Esse método procura reproduzir os efeitos das antigas viagens, em que, os vinhos, nos tonéis, sofriam com o balanço do mar e com o calor da viagem.


Notou-se que a bebida chegava ao destino bem melhor do que era na origem. Assim, os produtores passaram a fazer a estufagem, pratica que consiste em deixar os barris em salas com temperaturas entre 40° e 46°C, por períodos de três meses, esse método mais tradicional e que demanda mais tempo resultam em vinhos mais interessantes do que aqueles que passam pelo método abaixo citado.


Outro método de cozer o vinho é coloca-lo em tonéis de madeira ou aço aquecidos por serpentinas ou jaquetas externas, as quais podem elevar a temperatura do vinho até 55°C por um período de no minino 90 dias.


Suas principais uvas são: 


Sercial – com a qual se produz um vinho mais seco, em geral fortificado apos a fermentaçao.


Verdelho – ligeiramente menos seco e fortificado.


Terrantez – vinho ligeiramente doce e fortificado apos a fermentaçao.


Bual – vinho semidoce, como no caso do vinho do Porto.

 





Malmsey ou Malvasia – vinho doce ao estilo do Porto.






BRUNA HELD