Vinhos e Chocolate

Hoje, nesse primeiro artigo, abordarei um tema delicioso que é a combinação de chocolate e vinho, parece simples mas a mistura errada pode acabar tornando as sensações ruins e consequentemente um roteiro difícil de “se engolir”, ao decorrer do artigo colocarei os pontos principais para quem quer aproveitar essa fantástica combinação sem erros. Mas primeiro quero partilhar com vocês os dados de uma pesquisa realizada pela Northumbria University
onde comprovaram cientificamente que a combinação entre chocolate e vinho tinto faz bem para a mente. “Segundo os pesquisadores, por serem ricos em polifenóis, a combinação dos dois alimentos ajuda a dilatar as veias, facilitando o suplemento de sangue ao cérebro, e este aumento de fluxo cérebro leva açucares e oxigênio ao órgão, tornando mais fácil e rápida a realização de cálculos complexos. Emma Wightman, líder da pesquisa, destacou que os efeitos são melhores percebidos em pessoas mais velhas, cujo fluxo sanguíneo cerebral tende a diminuir naturalmente.
Agora que vimos que estes dois juntos podem nos melhorar o funcionamento da nossa mente tornado assim um motivo a mais para apostar nessa pedida.
Primeira coisa a se pensar é a quantidade de cacau no chocolate, ou seja, o quão forte ele é.
Se escolher um chocolate demasiadamente doce, fuja dos vinhos secos.Essa combinação definitivamente não funciona e um pode acabar anulando o outro.Sendo a mais correta interação com vinhos também doces e forticados (maior graduação alcoólica), como é o caso do Vinho do Porto.
Já os chocolates meio-amargos, ou seja, com uma percentual de 50% de cacau são mais fáceis de combinar e pedem vinhos tintos jovens e encorpados, os feitos das uvas Cabernet Sauvignon e Shiraz cumprem bem esse papel.
Ao tratar do amargo, o que, particularmente, mais gosto,  alcança 70% ou mais de cacau e o vinho ideal para harmonização são vinhos secos mas sem passagem por madeira, eu indico sempre o Merlot aos meus clientes. Combinação que sempre faz sucesso!
Não podendo esquecer do irresistível chocolate branco que vai bem com o tinto e com o branco. Porém lhes darei uma dica que é para anotar no caderninho, procure vinhos brancos que passaram por fermentação malolática (está informação está no contra-rótulo) esse processo deixa o vinho com um toque amanteigado e ajuda a no casamento com o doce extremo do chocolate branco.
Já para aqueles bombons recheados ou founde que envolva frutas cítricas a melhor pedida é um espumante moscatel. A regra é válida também aos brancos por serem mais gordurosos casam bem com a acidez dos espumantes que tem como função “lavar a língua”
Além de prazerosa e benéfica a mente é sem dúvidas uma maneira muito chique e refinado para receber seus convidados e insuperável num encontro a dois aliado ao nosso inverno é aconchegante e sem dúvidas de extremo prazer. No nosso próximo encontro darei dicas sobre comportamento e etiqueta à mesa em reuniões formais e menos formais, encontros amorosos e jantares profissionais.
Um ótima parceria nos aguarda, até breve!
Bruna Cristina de Held é estudante da ABS – Associação Brasileira de Sommeliers do Estado de São Paulo, que é filiada a ASI – Association de La Sommellerie Internacionale.
Engajada na missão de tornar os momentos à mesa inesquecíveis, unindo alma e técnica.
Contato: brunaheld@gmail.com
Site:[www.vinhoetinta.blogspot.com](http://www.vinhoetinta.blogspot.com/)