Visita: Eikbier

Continuando com as inovações do site, vamos a mais um post de visitas! Dessa vez, uma visita que já estava para acontecer a um tempão: a fábrica da Eikbier. A Eikbier é uma microcervejaria daqui de São Paulo, de Taboão da Serra mais especificamente, que fabrica quatro tipos de cerveja: Golden,WeissRed AlePorter, todas elas de alta fermentação. Eu já tinha provado a cerveja deles e, em uma incrível coincidência, a cervejaria é de propriedade da família do chefe de uma das amigas do site, a Ju Bondiole. Por isso de a visita estar para acontecer a um tempo.

Produtos EikbierProdutos Eikbier
A umas duas semanas atrás, outros dois amigos, o Luisão e o Dorival (vulgo Carcaça), me passaram um email da cervejaria convidando para a visitação à fábrica. Então, finalmente, fomos lá conhecer. Aí do lado tem uma foto dos quatro produtos fabricados por eles. A fábrica é um pequeno galpão, com 2 recipientes para cozimento (sim, cerveja é cozida!) e 4 para fermentação. Isso porque o processo de fermentação é mais lento que o de cozimento, então, enquanto se cozinha um tipo de cerveja, os outros já estão fermentando para dar seguimento à produção.

A visitação foi conduzida pelo Felipe (o chefe da Ju), que é um dos proprietários. Durante a visita, ele nos explicou sobre os processos de fabricação, sobre os maltes e lúpulos utilizados e demais partes do processo. Explicou algo que para mim foi bastante interessante, que as cervejarias de maior porte, para as bebidas de maior volume de vendas, usam maltes de outros grãos, como arroz e milho para baratear a produção (e prejudicar o sabor, por consequencia). Então, o que eu achei a maior graça quando tomei aMythos ou a Fatol Special, não é tão legal assim. A família toda é envolvida no processo. Um dos irmãos coloca os rótulos, outro fez o desenho, o pai ajuda a encaixotar e a mãe também tem parte em tudo isso, muito bacana. Outro ponto legal é que as cervejas deles não são pasteurizadas e são refermentadas na garrafa, para gaseificar. Todo o gás que solta da fermentação é liberado e a cerveja deles só vai ter gás novamente, depois de um tempo na garrafa, após a refermentação.

BeerstormersLuisão e Dorival acompanhando o Beerstorming
Ao final da visitação, acontece uma degustação dos produtos da empresa. Seguindo um bom processo de degustação, do sabor mais ?fraco? para o mais ?forte?, começamos pelaGolden, seguidos daWeissRed Ale, finalizando com aPorter. Foi muito interessante conhecer os outros produtos, eu só conhecia aporter, que já gostava bastante, e depois da prova, gostei também da weiss. A visitação é aberta ao público, quem tiver interesse em agendar, é só entrar em contato com eles através de contato@eikbier.com.br. Custa 20 reais, e você ganha uma garrafa à sua escolha, além de uma taça muito legal.

FONTE: http://beerstorming.com.br/2011/10/07/visita-eikbier/