Xerostomia, você sabe o que é?

Como Estomatologista (dentista que diagnostica e trata as doenças/lesões da boca), tenho me deparado frequentemente com muitos pacientes se queixando de ?boca seca?, sem saber exatamente como isso começou a acontecer e por quê.

Xerostomia é o termo usado para definir a sensação de boca seca. Na cavidade bucal, as glândulas salivares maiores e menores são responsáveis pela produção de cerca de 1,5 L de saliva por dia, quantidade necessária para manutenção da saúde e lubrificação dos dentes e de toda mucosa oral.

elefante-verde-03092014001

Por causas diversas (uso de medicamentos antidepressivos, anti-hipertensivos, anti-histamínicos, diuréticos etc), idade avançada, perda de líquido (diarréias, vômitos), tratamentos a base de quimio e radioterapia, stress, doenças que acomentem funcionalmente as glândulas salivares, desidratação, tabagismo, etilismo e causas psicogênicas, pode ocorrer redução no fluxo salivar ou mudanças na composição da saliva.

Isto acarreta no paciente a sensação de ?boca seca?, denominada xerostomia. Além da sensação de secura bucal, outros sintomas associados à xerostomia são a existência de mau hálito nesses pacientes, dificuldade para engolir, mastigar, falar, presença de fissuras na língua, feridas na boca, alterações no paladar, pigarros e tosse seca.

elefante-verde-03092014002
 
Observa-se, como conseqüência, o surgimento de cáries dentárias, infecções por fungo (candidíase), doenças gengivais e infecções nas glândulas salivares. Isso porque a ação da saliva ajuda a proteger os dentes e gengivas do ataque de microorganismos, principalmente bactérias e fungos. Atua também como elemento lubrificante durante a mastigação e fonação (emissão da voz), além de auxiliar na formação do bolo alimentar e iniciar o processo digestivo.

elefante-verde-03092014003

Ressalta-se, entretanto, que é necessário separarmos dois termos que são utilizados muitas vezes como sinônimos, mas não o são: xerostomia e hipossalivação. A xerostomia é um sintoma subjetivo, que o paciente normalmente relata ao dentista. O paciente tem impressão de que não tem mais saliva, porém, na prática, durante exame, constata-se a presença de saliva. Já a hipossalivação representa a diminuição da quantidade de saliva produzida pelas glândulas salivares.

O tratamento da boca seca deve estar associado a sua causa e na tentativa de minimizar os sintomas, pode-se indicar o uso de salivas artificiais e umidificadores bucais. É imprescindível que o paciente aumente a ingestão de líquidos. Caso a causa seja medicamentosa, convém consultar o médico e verificar a possibilidade de adequação da dosagem. Se for o caso, hábitos como fumar e ingerir bebidas alcoólicas devem ser evitados.

 elefante-verde-03092014004

E o mais importante, frente a algum desses sintomas, não hesite. Procure um ESTOMATOLOGISTA. Fique de olho!!!